Busca avançada
Ano de início
Entree

Enxaguatório fitoterápico contendo extrato de alecrim-do-campo como agente para o controle de biofilme dental. Avaliação clínica em humanos

Processo: 08/09701-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Vinícius Pedrazzi
Beneficiário:Reisla Cristina Tavares
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Placa bacteriana   Cárie dentária   Odontologia preventiva   Baccharis dracunculifolia   Streptococcus mutans

Resumo

O uso de enxaguatórios bucais contendo substâncias ativas antimicrobianas tem sido proposto como um importante meio de redução da formação de biofilme dental supragengival quando usados concomitantemente com higienização mecânica da cavidade bucal. Com o aumento da prevalência de resistência microbiana para os antissépticos convencionais, a atenção agora está voltada para o uso de componentes antimicrobianos naturais. Dentre as diversas espécies vegetais descritas com atividade antimicrobiana, o Alecrim-do-Campo (Baccharis dracunculifolia DC) revelou significativa atividade sobre fatores cariogênicos de Streptococcus mutans in vitro, inibindo o caráter acidogênico e mostrando-se bacteriostático e bactericida frente a esses microrganismos. A microemulsão é um moderno sistema de liberação de fármacos, que pode solubilizar tanto compostos lipo quanto hidrossolúveis. Neste sentido, o objetivo deste trabalho será avaliar clinicamente uma formulação enxaguatória bucal baseada em microemulsão, com ambas as finalidades preventiva e terapêutica, contendo o extrato hidroetanólico das folhas e óleo essencial de Baccharis dracunculifolia, de maneira que os dados obtidos possam reforçar a proposta de aplicação desta matéria-prima vegetal em formulações de uso odontológico