Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resistividade elétrica em um solo arenoso variando-se a energia de compactação

Processo: 09/17797-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2010
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Geotécnica
Pesquisador responsável:Anna Silvia Palcheco Peixoto
Beneficiário:Mellissa Miyeko Menezes Kishimoto
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Resistividade elétrica   Instrumentação   Geotecnia ambiental

Resumo

No Brasil, a experiência na utilização do piezocone de resistividade (RCPTU) tem crescido nos últimos aumentando sua prática como uma importante ferramenta na investigação geo-ambiental para a avaliação de plumas de contaminação. O RCPTU contém um módulo de resistividade que é instalado atrás do piezocone padrão a assim permite continuamente a resistência a um fluxo de corrente elétrica aplicada ao solo.Esse fluxo de corrente elétrica, que pode ser mensurado como condutividade, ou seu inverso, resistividade, quando medido no solo, numa campanha de ensaios, torna possível a detecção de uma provável presença de certas substâncias por meio da comparação com valores de referência. Em áreas onde valores de referência são excedidos, pode-se então efetuar uma avaliação complementar através da coleta, em profundidades discretas, de amostras da água subterrânea, para uma posterior análise química.Tais valores de referência são estabelecidos a partir da experiência de campo ou partir de ambientes geológicos similares. Porém, aqueles encontrados na bibliografia referem-se a solos típicos de clima temperado, não refletindo o comportamento de solos de clima tropical. O objetivo dessa iniciação científica é estudar a variação da resistividade elétrica em função da energia de compactação de um solo arenoso, proveniente do Aterro Sanitário de resíduos sólidos de Bauru. A compactação será realizada através do equipamento utilizado no ensaio Mini-MCV, utilizando o mesmo procedimento desse ensaio, porém sendo interrompido em diferentes golpes para a leitura da resistividade elétrica através de placas a serem instaladas nas extremidades dos corpos-de-prova.Dessa maneira, visa aqui dar continuidade aos estudos em laboratório de uma pesquisa mais extensa, que foi financiada pela Fapesp (2007/06085-7), "Desenvolvimento de Dispositivo de Medida de Resistividade Elétrica para Investigação Geotécnica e Geoambiental do Subsolo", contribuindo no entendimento da variação da resistividade elétrica, para um mesmo solo, em um mesmo teor de umidade, e índices de vazios diferentes.