Busca avançada
Ano de início
Entree

Ensaio de laboratório para avaliação da resistividade elétrica em um solo tropical arenoso

Processo: 07/06609-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Geotécnica
Pesquisador responsável:Anna Silvia Palcheco Peixoto
Beneficiário:Marcia Tiemi Yamasaki
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Poluição do solo   Instrumentação   Compactação   Geotecnia ambiental

Resumo

O piezocone de resistividade (RCPTU) vem sendo cada vez mais utilizado como uma importante ferramenta na investigação geo-ambiental para a avaliação de plumas de contaminação. O piezocone padrão, considerado quase-estático, consiste em introduzir uma ponteira no solo a uma velocidade constante igual a 2cm/seg (aproximadamente 1m/min ). O RCPTU contém um módulo de resistividade que é instalado atrás do piezocone padrão. Esse recurso permite medir continuamente a resistência a um fluxo de corrente elétrica aplicada ao solo. Esse fluxo de corrente elétrica, que pode ser mensurado como condutividade, ou seu inverso, resistividade, quando medido no solo, numa campanha de ensaios, torna possível a detecção de uma provável presença de certas substâncias por meio da comparação com valores de referência. Em áreas onde valores de referência são excedidos, pode-se então efetuar uma avaliação complementar através da coleta, em profundidades discretas, de amostras da água subterrânea, para uma posterior análise química. Tais valores de referência são estabelecidos a partir da experiência de campo ou partir de ambientes geológicos similares. Porém, aqueles encontrados na bibliografia referem-se a solos típicos de clima temperado, não refletindo o comportamento de solos de clima tropical. O objetivo dessa pesquisa de iniciação científica é o estudo, em laboratório, do comportamento da resistividade elétrica em areia argilosa, sedimentar, do Grupo Bauru, Formação Marília, proveniente do aterro de resíduos sólidos de Bauru, controlando-se fatores intervenientes, como teor de umidade, compactação, porosidade e grau de saturação, fornecendo assim subsídios para um estudo mais extenso envolvendo desde a construção dos equipamentos de laboratório até a comparação com resultados obtidos em campo e, principalmente, para a obtenção de valores de referência. Esse estudo faz parte de uma pesquisa mais ampla e para tal também está sendo solicitado um Auxílio à Pesquisa, sob responsabilidade da orientadora, intitulado "Desenvolvimento de dispositivo de medida de Resistividade Elétrica para Investigação Geotécnica e Geoambiental do Subsolo", Processo Fapesp 07/06085-7. Sendo assim, o objetivo final da pesquisa é mostrar ao meio técnico uma maneira racional de se obter valores de referência para aqueles resultados obtidos em campo associando-se a ensaios de laboratório que mostrem com segurança a necessidade, ou não, de se detalhar a investigação geo-ambiental.