Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da aplicação do HPT (Helical Probe Test) em sedimento arenoso do Grupo Bauru

Processo: 06/02551-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Geotécnica
Pesquisador responsável:Anna Silvia Palcheco Peixoto
Beneficiário:Felipe Pernomian
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Fundações (engenharia)   Torque   Torquímetro   Ensaios de campo   Ensaios de penetração

Resumo

O ensaio SPT introduzido por Ranzini (1988) abriu a possibilidade de obtenção de um parâmetro importante para o cálculo de fundações de maneira simples e não onerosa. Desde a divulgação da idéia, alguns pesquisadores como A. R. Quaresma Filho, L. Decourt e U. R. Alonso têm estudado sua utilização principalmente para o projeto de fundações. Peixoto (2001) desenvolveu um torquímetro elétrico possibilitando a obtenção da curva torque versus ângulo-de-rotação elucidando algumas dúvidas como a representatividade dos torques máximo e residual. Nos projetos de exploração e construção é freqüentemente requerido determinar as características de resistência e densidade do solo a uma profundidade rasa. O valor de “N” é obtido a cada metro, seguindo a NBR 6484, ficando esse primeiro metro sem um parâmetro de resistência, muitas vezes importante, principalmente para pavimentação e fundações rasas. Por isso, Yokel e Mayne (1988) desenvolveram e testaram sondagens helicoidais que podem ser rosqueadas no solo a uma profundidade de 1,8 m. A magnitude do torque para inserir a hélice é usada como uma medida de resistência do solo. Leituras contínuas e discretas para uma sondagem a 1,8 m podem ser obtidas em aproximadamente em 10 minutos por uma pessoa. Uma sondagem similar foi desenvolvida por uma indústria de estacas, financiada pela A.B. Chance Company, para prognosticar a força de tração de estacas rasas. Por outro lado, os resultados de um estudo da NBS (Nation Bureau Standards) dessa sondagem, indicou que a leitura do torque correlacionou bem com a resistência ao cisalhamento do solo in-situ. Essa observação induziu a NBS a iniciar um estudo da concepção de sondagens helicoidais para medidas in-situ. Assim, o objetivo inicial foi desenvolver um equipamento de fácil cravação através da aplicação do torque. No Brasil, a aplicação do torque no ensaio SPT já é uma realidade. Porém, para suprir a necessidade de dados no primeiro metro, essa pesquisa pretende comparar os resultados do torque aplicado no trado helicoidal recomendado pela NBR 6484 com diâmetro externo de 56 mm e o trado desenvolvido pela NBS com diâmetro externo de 38,1 mm. A idéia inicial é que esse ensaio seja incorporado na prática utilizando-se o trado da norma brasileira. O objetivo dessa pesquisa inicial é construir o trado segundo as especificações da NBS e avaliar sua utilização no solo arenoso da região de Bauru, comparando com os resultados obtidos através do trado helicoidal recomendado pela NBR 6484.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)