Busca avançada
Ano de início
Entree

Citrulina como marcador de função intestinal: concentrações plasmáticas e urinárias em diferentes situações clínicas

Processo: 10/08294-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Julio Sérgio Marchini
Beneficiário:Wander de Resende Furtado
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Citrulina   Arginina   Síndrome do intestino curto   Desnutrição   Obesidade   Nutrologia

Resumo

Citrulina (Cit) é um aminoácido intermediário do ciclo da uréia e fator na síntese do óxido nítrico (NO). A Cit circulante origina-se principalmente de enterócitos, os rins captam-na e convertem em arginina (Arg), que é liberada na circulação. Sugere-se que a Cit possa ser usada para controlar a produção de NO, como marcador de função intestinal ou renal e como alternativa mais eficiente à suplementação com Arg. Estudos reforçam o uso da Cit como marcador intestinal e auxiliar na terapia nutrológica em: síndrome do intestino curto (SIC), atrofia vilosa, doença de Crohn, toxicidade digestiva de quimio- e radioterapia, dentre outros. Cit plasmática inferior a 20 µmol/L indica necessidade de nutrição parenteral. Há evidências de que a Cit possa estimular a síntese protéica, atuando na manutenção da homeostase protéica. A hipótese do presente estudo é que a Cit é um indicador de função intestinal e tem como objetivo comparar concentrações de Cit e Arg em: 1) pacientes com SIC; 2) obesos; 3) desnutridos; e 4) pessoas saudáveis. Serão determinadas por HPLC as concentrações urinárias e plasmáticas de Cit e Arg em estado pós-absortivo e 1h após a oferta oral de L-citrulina. O estado nutricional será avaliado pela composição corporal, ingestão alimentar e dinamometria. Dados clínicos e laboratoriais serão obtidos a partir dos prontuários. O estudo pretende abrir campo para pesquisas locais sobre Cit, com foco na terapia nutricional.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: