Busca avançada
Ano de início
Entree

Mutagênese de septinas humanas e análise da sua interação com outras septinas

Processo: 09/00918-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Jörg Kobarg
Beneficiário:Gustavo Gonçalves Camacho
Instituição-sede: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14138-2 - Center for Structural Molecular Biotechnology, AP.CEPID
Assunto(s):Mutagênese   Septinas   Doença de Alzheimer   Neoplasias

Resumo

Septinas constituem uma família de proteínas que se ligam ao nucleotídeo guanina trifosfato (GTP). Inicialmente foram identificadas em fungos, em que uma mutação no gene causava a interrupção da formação do brotamento de levedura. Posteriormente foram identificadas em vários outros eucariotos, exceto em plantas; em humanos já foram identificados quatorze genes que expressam essas proteínas. As septinas humanas estão relacionadas a diversos processos biológicos, como, por exemplo, dinâmica de membrana, tráfico de vesículas e apoptose, bem como de estarem relacionadas com algumas patologias, incluindo doença de Alzheimer e câncer. Além dessas funções já conhecidas, várias outras estão sendo determinadas, como também várias proteínas que interagem com elas. Isso indica que as septinas apresentam funções chaves, no que se refere às interações com outras moléculas (em especial, as proteínas), a fim de desencadearem uma sequência de processos celulares. Resultados preliminares obtidos em nosso grupo mostram que as Septinas 6 e 8 interagem com outras septinas (mas não do mesmo grupo), bem como com outras proteínas. Neste projeto objetivamos a clonagem, expressão e purificação das septinas 6 e 8, a mutagênese das septinas 7 e 9 e o estudo da interação entre elas por análises biofísicas, bioquímicas e celulares. (AU)