Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo morfológico, neuroquímico e eletrofisiológico dos neurônios heterotópicos corticais de pacientes submetidos a cirurgia para o tratamento de epilepsia fármaco-resistente

Processo: 03/01195-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2003
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Ésper Abrão Cavalheiro
Beneficiário:Alexandre Valotta da Silva
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:00/08982-7 - Epileptogênese em seres humanos. Caracterização molecular e eletrofisiológica do tecido cerebral obtido nas cirurgias para tratamento das epilepsias. Correlação com alterações clínicas, AP.TEM

Resumo

Aproximadamente 40% das epilepsias do adulto têm origem nos lobos temporais, sendo o protótipo das síndromes epilépticas dos lobos temporais conhecidos como "epilepsia do lobo temporal" (ELT). O principal achado anatomopatológico na ELT é a atrofia das estruturas mediais do lobo temporal, particularmente o hipocampo, conhecida como "esclerose mesial temporal" (EMT). Com base em estudos de imagem, a EMT pode se apresentar de forma isolada ou associada a outras lesões corticais. Em muitos casos, tem sido demonstrada a coexistência de EMT e diferentes tipos de distúrbios do desenvolvimento cortical (DDC) ou tumores cerebrais indolentes. A ocorrência de alterações da estrutura cortical, incluindo neurônios heterotópicos da camada molecular, excesso de neurônios na substância branca e deslaminação cortical, tem sido também descrita em pacientes com ELT e alguns autores sugerem que determinadas alterações da estrutura cortical poderiam ser utilizadas como indicadores prognósticos após a realização da cirurgia. O objetivo principal do presente estudo é estabelecer a caracterização morfo-funcional dos neurônios heterotópicos corticais de pacientes com epilepsia fármaco-resistente e pesquisar as possíveis alterações celulares que poderiam ser utilizadas como marcadores do grau de epileptogenicidade e indicadores prognósticos pós-operatórios. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA‚ A.V.; HOUZEL‚ J.C.; TARGAS YACUBIAN‚ E.M.; CARRETE‚ H.; SAKAMOTO‚ A.C.; PRIEL‚ M.R.; MARTINS‚ H.H.; OLIVEIRA‚ I.; GARZON‚ E.; STAVALE‚ J.N.; OTHERS. Dysmorphic neurons in patients with temporal lobe epilepsy. Brain Research, v. 1072, n. 1, p. 200-207, 2006.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.