Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da resistência à doença vassoura-de-bruxa do cacaueiro (Theobroma cacao) através da interação Moniliophthora perniciosa-Solanum lycopersicum

Processo: 08/10314-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Lázaro Eustaquio Pereira Peres
Beneficiário:Gildemberg Amorim Leal Junior
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/07175-0 - Análise genética da resposta de defesa de Theobroma cacao a Moniliophthora perniciosa, agente causal da vassoura-de-bruxa, AP.TEM
Assunto(s):Resistência à doença   Vassoura-de-bruxa   Theobroma cacao   Moniliophthora   Lycopersicon esculentum   Expressão gênica

Resumo

A vassoura-de-bruxa, causada pelo basidiomiceto Moniliophthora perniciosa e que provoca os sintomas de inchamento e indução de brotações laterais nos ramos infectados, consiste numa importante enfermidade do cacaueiro (Theobroma cacao). As características biológicas de T. cacao dificultam o estudo do mecanismo de resistência a esta doença por se tratar de espécie perene arbórea, com ciclo reprodutivo longo, e que possui baixa eficiência para o cultivo in vitro. A espécie Solanum lycopersicum (Syn. Lycopersicon esculentum Mill.) apresenta uma cultivar miniatura (Micro-Tom, MT) com um ciclo de vida curto que foi proposta como um novo modelo genético, semelhante ao que se tem hoje para a Arabidopsis thaliana. O fungo M. perniciosa dispõe de isolados do biótipo-S que infectam a espécie S. lycopersicum possibilitando o uso do novo modelo genético como ferramenta para estudo da resistência a doença vassoura-de-bruxa. A proposta do modelo será iniciada com a avaliação da reposta da cultivar a inoculações com isolados de M. perniciosa do biótipo-S e biótipo-C, que infecta T. cacao. A interação será caracterizada através dos sintomas da doença e expressão de genes envolvidos na resposta de defesa da planta; e pela taxa de colonização do fungo e expressão de genes candidatos a genes de virulência e patogenicidade. Quando a resposta do MT ao biótipo-S e -C estiver caracterizada, as alterações da resposta em plantas tratadas com os indutores (ácido salicílico, jasmonato e etileno) e nos mutantes hormonais de Micro-Tom (para síntese ou percepção) serão estudadas para elucidar a contribuição dos hormônios vegetais no aumento da suscetibilidade ou a manifestação de resistência. A análise funcional de genes candidatos associados à defesa será avaliado por transgenia, sendo os genes escolhidos de acordo com resultados obtidos nos ensaios anteriores. As análises de Expressão Gênica por Amplificação Quantitativa de Transcritos Reversos (RT-qPCR) serão conduzidas no Centro de Energia Nuclear na Agricultura, USP, Piracicaba, SP. Neste projeto pretende-se demonstrar que a interação de isolados do biótipo-S e -C com Solanum lycopersicum cv. Micro-Tom pode ser utilizado como modelo de estudo para resistência a doença vassoura-de-bruxa. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)