Busca avançada
Ano de início
Entree

Sustentabilidade: uso do bagaço de cana-de-açúcar e de folhas de bambu para produção de chapas de vedação

Processo: 08/54104-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Rosane Aparecida Gomes Battistelle
Beneficiário:Camila de Brito Catosse
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Bambu   Bagaço de cana-de-açúcar   Chapa de partículas

Resumo

A finalidade desta pesquisa é a produção de um novo material e a sua respectiva avaliação das características físicas e mecânicas, composto por resíduos de bagaço de cana-de-açúcar, conhecido cientificamente por Saccharum híbridas e reforçadas com as fibras das folhas caulinares do bambu da espécie Dendrocalamus giganteus. Produzir-se-ão chapas de partículas em seis diferentes traços - 100%, 75%, 50%, 40%, 25% e 0% - de casca de bambu triturado em relação à massa total dos compósitos, completadas com o bagaço da cana devidamente tratado e picado. Tais chapas serão distinguidas por meio de ensaios normalizados (ASTM D-1037 - 1996) onde será avaliado o coeficiente de absorção de água, o teor de umidade, massa especifica, resistência à flexão estática e a resistência à tração paralelas às fibras. A escolha do bagaço da cana como objeto de pesquisa tem como meta utilizar-se de um dos resíduos mais abundantes do Brasil, partindo do fato deste ser o maior produtor mundial de cana-de-açúcar, com uma quantidade estimada em 416.256 mil toneladas anuais. (AU)