Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da atividade transcricional de três diferentes cópias de retrotransposons da linhagem evolutiva del em cana-de-açúcar

Processo: 10/00809-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Marie-Anne van Sluys
Beneficiário:Andréia Prata Vieira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/52074-0 - Sugarcane genome sequence: plant transposable elements are active contributors to gene structure variation, regulation and function, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Retroelementos   Genética molecular

Resumo

A característica fundamental de todos os elementos de transposição (TEs) é sua capacidade de se inserir em diferentes posições no genoma, alterando muitas vezes a função dos genes aos quais se associam (Grandbastien 1992). Os TEs de eucariotos têm sido divididos em duas classes: transposons (que mobilizam-se de maneira não replicativa, de um locus para outro, via uma molécula de DNA) e retroelementos (que transpõem-se através de um intermediário de RNA, de forma replicativa, tendo-se portanto a cada ciclo de transposição um aumento do número de cópias no genoma hospedeiro). Estes ainda dividem-se em dois grupos: retroelementos com LTRs (Longas Terminações Repetidas, de mesma direção) e retroelementos sem LTRs.As LTRs podem ser funcionalmente definidas como elementos promotores e terminadores da transcrição, pois esta começa na LTR 5´ e termina na LTR 3´. São divididas em três regiões: U3, R, U5. Estudos com o elemento Tnt1 demonstraram que a região promotora dos retrotransposons encontram-se nas LTRs, mais precisamente na sua região U3 (Casacuberta e Grandbastien 1993).O projeto ESTs (Expressed Sequence Tags) de cana-de-açúcar (SUCEST), financiado pela FAPESP, produziu um grande número de seqüências de cDNA de diferentes tecidos submetidos ou não a diferentes condições de estresse. Rossi et al. (2001) analisaram o banco de dados do SUCEST e identificaram um total de 276 seqüências que apresentaram alta homologia com TEs previamente descritos, das quais 128 apresentaram homologia com retrotransposons. Com o intuito de estudar a atividade e regulação dos promotores desses retrotransposons, Araújo et al (2005) geraram, a partir de clones de cDNA obtidos pelo projeto SUCEST, uma série de construções plasmidiais que contém as possíveis regiões U3 de alguns deles associadas a um gene repórter. Estas construções serão o objeto de estudo do presente projeto, que contribuirá para um conhecimento maior sobre os retrotransposons presentes em cana-de-açúcar. Além disso, a caracterização de promotores funcionais derivados de retrotransposons de cana-de-açúcar pode levar a obtenção de promotores temporal e espacialmente regulados, os quais seriam de grande utilidade biotecnológica dados os estritos controles em biossegurança exigidos atualmente.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.