Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação imuno-histoquímica da glutationa como marcador prognóstico e preditivo nas neoplasias mamárias de mulheres

Processo: 09/05498-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Debora Aparecida Pires de Campos Zuccari
Beneficiário:Marina Gobbe Moschetta
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Glutationa   Marcadores prognósticos   Imuno-histoquímica   Neoplasias mamárias   Oncologia

Resumo

O estudo da expressão de marcadores prognósticos e preditivos do câncer de mama têm se revelado importante ferramenta de trabalho na rotina diagnóstica e de pesquisa. A glutationa (GSH) é uma proteína antioxidante responsável pelo estado redox da célula. Em situações normais há um equilíbrio entre os agentes oxidantes e antioxidantes enzimáticos e não enzimáticos no organismo. Para inativar uma espécie reativa, a enzima glutationa peroxidase converte GSH em glutationa oxidada (GSSG). O alto nível de GSH aumenta a capacidade antioxidante, e essa situação é observada em muitas células tumorais. Assim este estudo avaliará o papel da proteína glutationa e enzimas relacionadas em tumores de mama de mulheres, na tentativa de associá-las ao prognóstico e, com isso, auxiliar no desenvolvimento de protocolos que possam impedir o crescimento tumoral e o surgimento de metástases.