Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de microscopia eletrônica no estudo de fases metaestáveis em ligas de titânio contendo elementos betagênicos

Processo: 04/15614-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2005
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2006
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Rubens Caram Junior
Beneficiário:Conrado Ramos Moreira Afonso
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09849-7 - Núcleo de excelência em desenvolvimento e caracterização de ligas de titânio aplicadas em ortopedia e odontologia, AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Mudança de fase   Microscopia eletrônica   Ligas de titânio   Biomateriais   Equilíbrio de fases   Tratamento térmico

Resumo

Esta pesquisa trata do estudo de ligas de titânio tipo beta contendo elementos betagênicos para uso em implantes e faz parte de pesquisa temática financiada pela Fapesp (03/09849-7). As ligas de titânio tipo beta exibem diversas vantagens em relação às ligas do tipo alfa+beta, como melhor trabalhabilidade e propriedades mecânicas mais compatíveis com esse tipo de aplicação, incluindo menor módulo de elasticidade, o que é benéfico para os tecidos ósseos próximos ao implante e também, podem ser concebidas a partir de metais altamente biocompatíveis como o ta, o NB e o ZR. O presente trabalho trata do estudo da formação de fases metaestáveis (martensita e fase ômega) em ligas tipo beta no sistema TI-NB-ZR e será implementado a partir da investigação da: (a) influência de elementos betagênicos na estabilidade de fases, incluindo a formação martensita e fase ômega, sob diferentes condições de processamento; (b) influência de condições microestruturais iniciais na estabilidade de fases, incluindo a formação de martensita e fase ômega, sob diferentes condições de processamento e (c) caracterização microestrutural e identificação de fases através de microscopia eletrônica de transmissão (MET). Tal trabalho será desenvolvido a partir da preparação de ligas em forno a arco sob atmosfera controlada, deformação plástica das amostras através forjamento rotativo, tratamentos térmicos sob diferentes condições e caracterização utilizando-se microscopia eletrônica de transmissão apoiada em microscopia óptica e eletrônica de varredura e difração de raios-x. (AU)