Busca avançada
Ano de início
Entree

Teorias f(R) de gravidade e a radiação cósmica de fundo em micro-ondas

Processo: 07/08560-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 31 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia
Pesquisador responsável:Carlos Alexandre Wuensche de Souza
Beneficiário:Fabio Cabral Carvalho
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil

Resumo

Nos últimos anos, as chamadas teorias de gravidade f(R) têm atraído bastante atenção devido à possibilidade de construir modelos cosmológicos capazes de explicar os diversos dados astrofísicos disponíveis na literatura sem a necessidade de postular formas exóticas de matéria e energia que, invariavelmente, possuem propriedades físicas não desejadas, como a violação das condições de energia. Essas teorias são particularmente úteis como alternativa aos cenários dos modelos de energia escura, pois exibem uma fase de expansão acelerada de forma "natural" sem introduzir novos graus de liberdade. Na construção de modelos cosmológicos realistas inspirados em teorias de gravidade f(R), devemos levar em conta diversas particularidades. Do ponto de vista teórico, por exemplo, precisamos verificar se essas teorias são cosmologicamente viáveis, no sentido que reproduzem todas as fases da evolução cosmológica. Já do ponto de vista observacional, é importante verificar se essas teorias são, de fato, compatíveis com os diferentes tipos de dados disponíveis atualmente e, assim, colocar vínculos sobre os parâmetros dessas teorias. Neste projeto pretendemos explorar amplamente a aplicabilidade das teorias de gravidade f(R) usando os melhores dados de radiação cósmica de fundo em micro-ondas (RCF) disponíveis atualmente, produzidos pelo satélite WMAP e diversos catálogos de estruturas em grande escala, também publicamente disponíves (e.g., SDSS, APM, 2MASS). Particularmente, os modelos f(R) atuais não consideram a possibilidade de usar dados de anisotropias secundárias ou polarização na tentativa de colocar vínculos nessas teorias. Essa pode ser uma linha de pesquisa extremamente interessante, uma vez que, a partir de 2010, o satélite Planck deve disponibilizar o melhor conjunto de dados da RCF já produzido, tanto de anisotropias quanto de temperatura, em 8 frequências diferentes. Esse conjunto de dados certamente será usado nesta linha de pesquisa. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALVES, M. E. S.; CARVALHO, F. C.; DE ARAUJO, J. C. N.; MIRANDA, O. D.; WUENSCHE, C. A.; SANTOS, E. M. Observational constraints on Visser's cosmological model. Physical Review D, v. 82, n. 2 JUL 13 2010. Citações Web of Science: 7.
ALVES‚ M.E.S.; CARVALHO‚ F.C.; DE ARAUJO‚ J.C.N.; MIRANDA‚ O.D.; WUENSCHE‚ C.A.; SANTOS‚ E.M. Observational constraints on Visser’s cosmological model. Physical Review D, v. 82, n. 2, p. 023505, 2010.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.