Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo fitoquímico de Qualea chordata (Vochysiaceae) e avaliação do seu potencial antimalárico

Processo: 06/02870-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2007
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Ian Castro-Gamboa
Beneficiário:Cristian Douglas Siquitelli
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Vochysiaceae   Bioprospecção   Química de produtos naturais   Malária   Antimaláricos

Resumo

A malária é uma das mais graves doenças infecto-parasitárias do mundo. A resistência do Plasmodium falciparum, agente etiológico da malária, aos fármacos utilizados e o descaso dos grandes monopólios farmacêuticos em desenvolver fármacos antimaláricos tem agravado esta doença órfã que aflige principalmente países do trópico e neotrópico. O Brasil é atualmente uma região de alta endemia no mundo. A busca por moléculas naturais, que exerçam sua atividade antimalárica pela inibição da polimerização de heme, assim como por atividades antitumorais e antifúngicas, vem sendo uma ótica de prospecção interessante na busca por compostos naturais que possam se transformar em protótipos a fármacos. O plano de pesquisa proposto para esta solicitação visa a contribuir com os projetos: Indução de adutos com hemina em matrizes naturais complexas: Geração de novas metodologias cromatográficas na busca por fármacos antimaláricos (Processo FAPESP número: 2005/02857-0); Busca de substâncias naturais com atividade antitumoral potencial, antioxidante, antifúngica, antidiabética, e inibidores de acetilcolinesterase e mieloperoxidase da flora do Cerrado e Mata Atlântica (Processo FAPESP número 2004/07932-7) e Conservation and sustainable use of the plant diversity from Cerrado and Atlantic forest: chemical diversity and prospection for potential drugs, Phase II” (Processo 2003/02176-7, Programa Biota-FAPESP), cujo objetivo principal é a bioprospecção de plantas da flora Paulista. (AU)