Busca avançada
Ano de início
Entree

Jejum e drogas nefrotoxicas: avaliacao do potencial sinergico em ratos.

Processo: 00/06598-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2000
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2000
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Maria de Fatima Fernandes Vattimo
Beneficiário:Luciana Silva Rodrigues
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Jejum

Resumo

A Insuficiência Renal Aguda (IRA) é uma síndrome caracterizada pela perda súbita e quase completa da função renal podendo atingir índices de mortalidade tão altos quanto 50% sendo que destes, 27% corresponde à IRA nefrotóxica por drogas como o antibiótico aminoglicosídeo gentamicina e o antiinflamatório não-esteroidal (AINHs) indometacina. Os aminoglicosídeos são agentes bactericidas de largo espectro eficientes no tratamento de infecções por Gram-negativos. Os AINHs são eficientes por seus efeitos analgésico, antipirético, antiirombogênico e antiinflamatório, porém, apresentam como principais efeitos colaterais a toxicidade renal e gástrica. Tanto os aminoglicosídeos quanto os AINHs acarretam a nefrotoxicidade por determinarem a elevação da resistência vascular intra-renal e redução da filtração glomerular, este episódio pode ser potencializado pela situação de jejum, comumente adotado à pacientes no pós-operatório imediato e mediato. Haja vista que a associação destas drogas é freqüente e muitas vezes ocorre na vigência de período de restrição alimentar em pacientes hospitalizados, este estudo tem como objetivo, avaliar a função renal global de ratos com restrição alimentar submetidos ao tratamento com gentamicina e indometacina. (AU)