Busca avançada
Ano de início
Entree

Clonagem de genes supressores de mutantes condicionais de TIF51A que produzem eIF5A estável

Processo: 08/58691-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sandro Roberto Valentini
Beneficiário:Marco Antonio Ferraz Nogueira Filho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Genes supressores   Fator de iniciação 5A em eucariotos   Saccharomyces cerevisiae

Resumo

O fator de início de tradução 5A (elF5A) é altamente conservado de arqueas a mamíferos, essencial para a viabilidade celular e ô a única proteína conhecida que contém o aminoácido hipusina. Este fator já foi relacionado a inicio de tradução, transporte nucleocitoplasmático, decaimento de mRNA e proliferação celular. No entanto, embora a função especifica de elFSA ainda não esteja esclarecida, resultados recentes do nosso laboratório colocam essa proteína novamente no cenário da síntese protéica e sugerem que seu papel esteja mais relacionado com a etapa de elongação da tradução. Em Saccharomyces cerevisiae, elFSA é codificado por TIF51A, essencial para a viabilidade celular em condições aeróbicas. Recentemente em nosso laboratório, o estudo estrutural e funcional de elFSA levou à obtenção de dois novos alelos condicionais de TIF51A, tif51AK56A e tif51AQ22H/L93F, que produzem elFSA mutada e estável na temperatura não permissiva de crescimento. Uma provável razão para o fenótipo condicional desses dois mutantes é a perda de interações físicas na temperatura restritiva. Dessa forma, o aumento da expressão dos parceiros físicos de elF5A nesses mutantes poderia restabelecer as interações físicas perdidas e permitir o crescimento dos mutantes na temperatura restritiva. Com este estudo pretende-se realizar o rastreamento dos genes que quando presentes em alto número de cópias permitem o crescimento dos mutantes condicionais elF5AQ22H/L93F e elF5AK56A na temperatura não permissiva. Assim, os resultados poderão revelar outros fatores de função conhecida e, assim, contribuir para a caracterização funcional de elFSA. (AU)