Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia quimica: busca de compostos de partida para novas drogas bactericidas a xylella fastidiosa.

Processo: 03/11495-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2003
Vigência (Término): 31 de julho de 2004
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Maria Fátima das Graças Fernandes da Silva
Beneficiário:Patrícia Verardi Abdelnur
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Citrus   Rutaceae   Fitoquímica   Cumarínicos

Resumo

O tema central do projeto é o isolamento e elucidação estrutural de metabólitos secundários de C. limon (limão cravo), visando à aplicação dos resultados na investigação de vários problemas: A busca de compostos de partida para novas drogas bactericidas a Xyllela fastidiosa: O grupo de PN da UFSCar vem trabalhando com o enxerto de C. sinensis sobre C. limon há três anos. A composição química obtida de cada parte do enxerto parece ser distinta. Nas raízes aparecem inúmeras cumarinas e na parte superior inúmeros flavonóides e apenas duas cumarinas. Isto leva a questionar se poderiam ser estas cumarinas translocadas das raízes para a parte superior e assim, serem as responsáveis pela resistência do enxerto frente a várias pragas. Com isto, visando encontrar estas respostas, o presente projeto tem como objetivo o estudo de uma das plantas matrizes, C. limon, para verificar quais constituintes estariam no enxerto e não nesta planta mãe. No estudo da planta não enxertada, pretende-se purificar apenas as substâncias que não aparecerem nas respectivas partes do enxerto dos dois Citrus. Os metabólitos já conhecidos no enxerto serão identificados com os padrões via CLAE e EM (EM/EM). Será estudado inicialmente a raiz e, havendo tempo, posteriormente o tronco base. Todas as substâncias isoladas neste estudo e isoladas anteriormente, citadas na introdução, serão ensaiadas frente ao desenvolvimento da X. fastidiosa e quanto ao potencial de inibição da enzima "Xvlellaina". (AU)