Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo genetico de duas populacoes da amazonia brasileira, com marcadores moleculares.

Processo: 03/06631-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2003
Vigência (Término): 30 de setembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Pesquisador responsável:Henrique Krieger
Beneficiário:Lara Loureiro Weizel da Fontoura Barreto
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/07819-3 - Variabilidade genética e suscetibilidade a infecções em populações da Amazônia ocidental brasileira, AP.TEM
Assunto(s):Epidemiologia   Polimorfismo genético   População do Brasil   Amazônia

Resumo

O Departamento de Parasitologia do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo (USP) está desenvolvendo um amplo programa de pesquisas na Amazônia ocidental brasileira, para o qual a Unidade de Genética Epidemiológica desse Departamento contribuiu com o projeto temático denominado "Variabilidade genética e suscetibilidade a infecções em populações da Amazônia ocidental brasileira" cujo objetivo é estudar a variabilidade genética de amostras representativas de populações que vivem nessa região amazônica, visando buscar associações significativas de polimorfismos genéticos com doenças infecciosas que são endêmicas nessa área. Duas localidades predominantemente rurais (Monte Negro e Portuchuelo, RO) foram escolhidas. Nesta região, as doenças infecciosas freqüentes apresentam um padrão hipo-endêmico, ao contrário do, que ocorre em regiões do Velho Mundo. Para malária, associações significativas entre ela e vários polimorfismos genéticos eritrocitários foram detectadas apenas em populações não americanas. Para o projeto de iniciação científica aqui apresentado, haverá análises referentes a três STRs selecionados, o que deverá propiciar-lhe condições de aprendizado e experiência científica por intermédio da aprendizagem de metodologias laboratoriais e de estatística usualmente utilizadas no estudo de genética de populações, bem como a utilização de banco de dados bibliográficos e técnicas de redação de texto cientifico. (AU)