Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da reconstituição hematopoética em camundongos irradiados após infusão de Células Tronco Imaturas da Polpa de Dente humana

Processo: 09/10557-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 30 de junho de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Carlos Magno da Costa Maranduba
Beneficiário:Mark Robertson Niizu
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/59667-3 - Estudo da reconstituição hematopoética em camundongos irradiados após infusão de células-tronco imaturas da polpa de dente humana, AP.JP
Assunto(s):Proteínas de fluorescência verde

Resumo

Estudo da reconstituição hematopoética em camundongos irradiados após infusãode células tronco imaturas da polpa de dente humanaA maioria das células dentro do sistema hematopoético são células maduras(diferenciadas), têm um restrito período de vida e precisam ser substituídas a partir deseus progenitores. O sistema hematopoético é derivado de Células TroncoHematopoéticas e estas têm capacidade de proliferação e diferenciação, dando origem atodas as linhagens mielóide e linfóide. A ampla utilização do Transplante de CélulasHematopoéticas no tratamento das doenças hematológicas, onco-hematológicas eimunológicas é resultante de mais de um século de pesquisas e as célulashematopoéticas podem ser obtidas a partir da própria medula óssea, a partir do sangueperiférico ou de um cordão umbilical. Estudos com camundongos NOD/SCID têmmostrado que o modelo de xenotransplante pode ser eficiente para avaliar o potencial detransplante de células tronco hematopoéticas isoladas da medula óssea, do sangueperiférico ou do cordão umbilical. Em função dos dados obtidos durante odesenvolvimento do projeto de pos-doutorado, sendo a via intravenosa a melhor via deinoculação para as Células Tronco Imaturas da Polpa de Dente (CTIPD) humana e quepor essa via houve o melhor enxerto da medula óssea de camundongos, pretendemosneste projeto verificar se elas são capazes de originar linhagens hematopoéticas emcamundongos Balb/C e NOD/SCID irradiados. As CTIPD serão transformadasgeneticamente com o gene GFP, o que vai permitir a sua identificação/rastreamento nostecidos de camundongos. As células CTIPD-GFP serão inoculadas por via intravenosanos animais e, a cada semana, o sangue periférico dos animais serão coletados paraanálise do hemograma, e um grupo deles serão sacrificados para verificar o enxerto dascélulas nos órgãos hematopoéticos (baço, timo, medula óssea e linfonodo). Ainda,realizaremos a análise in vitro para verificarmos se as CTIPD resultam em resposta decélulas T, o que poderia resultar na Doença do enxerto contra o Hospedeiro. A presençade células humanas será comprovada por RT-PCR (Oct-3/4, GBA), porimunohistoquímica usando também o anticorpo Anti-CTPD, e citogenética pela análisepor hibridação in situ fluorescente (FISH) com sondas específicas para cromossomoshumanos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)