Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do efeito analgésico do composto LAS 390 obtido da peçonha da anêmona Bunodosoma cangicum

Processo: 06/02892-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2006
Vigência (Término): 31 de agosto de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Yara Cury
Beneficiário:Wilson Alves Ferreira Júnior
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dor   Analgesia   Hiperalgesia   Anêmonas-do-mar   Venenos de origem animal

Resumo

As anêmonas do mar utilizam-se de um rico complexo proteico para capturar suas presas e também para se defenderem de predadores. Desde a década de 70, importantes trabalhos vêm sendo realizados com o intuito de caracterizar os compostos presentes na peçonha destes primitivos habitantes marinhos. Já foi reportado que as anêmonas do mar possuem potentes neurotoxinas que agem discriminando canais iônicos específicos. Dentro do complexo proteico dessas toxinas, também já foi mostrada a presença de hemolisinas. No entanto, pouco se tem referência sobre substâncias de baixo peso molecular obtidas de anêmonas do mar. Neste trabalho pretendemos ampliar a caracterização do efeito analgésico do composto LAS390 extraído da peçonha da anêmona do mar Bunodosoma cangicum. A molécula bioativa LAS390 é um composto bromado de baixo peso molecular (cerca de 400Da). A estrutura dessa molécula é composta de um núcleo molecular semelhante a serotonina e conectada, através de uma ligação peptídica, a uma histidina. Ensaios ainda preliminares, realizados em nosso laboratório, demonstraram uma atividade analgésica periférica marcante, quando administrado via intraplantar em patas de ratos. Esta analgesia é mediada por receptores H1 para histamina e por receptores 5-HT para serotonina, mas não por receptores opioides. Ainda, resultados preliminares indicam o envolvimento de canais de potássio neste efeito analgésico periférico. É interessante observar que esta molécula apresenta similaridade estrutural a 5-HT e histamina, sendo esta última um derivado do aminoácido histidina. Sendo assim, fica relevante a importância da continuação nos estudos de ampliação da caracterização do efeito analgésico periférico induzido pela LAS390, utilizando-se antagonistas específicos de cada tipo de receptor envolvido. Esse trabalho poderá permitir o desenvolvimento de novos conhecimentos sobre os mecanismos envolvidos na fisiopatologia da dor e de seu controle. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZAHARENKO, ANDRE JUNQUEIRA; SCHIAVON, EMANUELE; FERREIRA, JR., WILSON ALVES; LECCHI, MARZIA; DE FREITAS, JOSE CARLOS; RICHARDSON, MICHAEL; WANKE, ENZO. Characterization of selectivity and pharmacophores of type 1 sea anemone toxins by screening seven Na-v sodium channel isoforms. Peptides, v. 34, n. 1, SI, p. 158-167, MAR 2012. Citações Web of Science: 7.
ZAHARENKO, ANDRE J.; PICOLO, GISELE; FERREIRA, JR., WILSON A.; MURAKAMI, TAKANORI; KAZUMA, KOHEI; HASHIMOTO, MASARU; CURY, YARA; DE FREITAS, JOSE C.; SATAKE, MOTOYOSHI; KONNO, KATSUHIRO. Bunodosine 391: An Analgesic Acylamino Acid from the Venom of the Sea Anemone Bunodosoma cangicum. Journal of Natural Products, v. 74, n. 3, p. 378-382, MAR 2011. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.