Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel do peroxinitrito na disfunção cardíaca durante a sepse polimicrobiana severa induzida por ligadura de ceco seguida de perfuração (CLP) em camundongos

Processo: 05/60166-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Fernando de Queiroz Cunha
Beneficiário:Vitor Faeda Dalto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/07838-2 - Reação inflamatória: mediadores envolvidos na gênese da dor, migração e ativação de leucócitos e septicemia, AP.TEM
Assunto(s):Sepse   Peroxinitrito

Resumo

A sepse consiste em uma resposta inflamatória sistêmica secundária a um processo infeccioso. A sua manifestação mais grave corresponde ao choque séptico, que se caracteriza por inadequada distribuição do volume sangüíneo no compartimento cardiovascular, por uma importante perda dos tônus vasculare, conseqüentemente, vasodilatação. Nesse contexto, observa-se disfunção ventricular tanto esquerda quanto direita, mediada por vários fatores celulares, incluindo-se mediadores liberados durante a resposta inflamatória, como citocinas e óxido nítrico. Recentemente, tem sido observado que a produção simultânea de NO e ânion superóxido favorece a formação de peroxinitrito, um potente agente oxidante e nitrante. Como também, foi demonstrado que o peroxinitrito promove a nitração dos resíduos de tirosina da MMCK cardíaca comprometendo o aporte energético e causando disfunção cardíaca. Além disso, em modelos de isquemia e reperfusão cardíaca, foi observada alta produção de peroxinitrito associada à disfunção cardíaca. No entanto, o papel do peroxinitrito na disfunção cardíaca não foi esclarecido em modelos de sepse polimicrobiana. Nosso objetivo, portanto, é caracterizar o papel do peroxinitrito na disfunção cardíaca na sepse polimicrobiana induzida por ligação e perfuração do ceco. (AU)