Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito inibidor de NFkappaB na polipose nasossinusal: avaliação in vitro

Processo: 07/50360-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2007
Vigência (Término): 30 de abril de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Wilma Terezinha Anselmo-Lima
Beneficiário:Fabiana Cardoso Pereira Valera
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil

Resumo

O tratamento da polipose nasossinusal atual está baseado em tratamento clínico associado a tratamento cirúrgico. No entanto, os índices de recorrência ainda são altos. Dentre os tratamentos clínicos, a terapia mais utilizada e preconizada pelos Consensos Internacionais é a de uso de corticóide tópico. No entanto, sua taxa de sucesso fica em tomo de 60-80%. Em estudo recente, desenvolvido com apoio da FAPESP (processo 03/12439-5), observamos alguns fatores que pioravam o prognóstico na resposta ao tratamento com budesonida tópica. Dentre eles, recebeu destaque a maior expressão de NFkappaB nos casos de polipose em comparação aos controles e, sobretudo, nos casos com pior resposta clínica. Este projeto tem como objetivo avaliar a resposta in vitro de fibroblastos de pólipos nasais a um inibidor de NFkappaB, o DHMEQ, e comparar esta resposta com a do corticóide tópico fluticasona. O DHMEQ foi desenvolvido pelo Dr. Umezawa, no Japão, e está em estudos fase 1 em seu serviço. Em contato prévio, ele se demonstrou interessado e disponibilizou a droga para este estudo. (AU)