Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização da liberação cutânea de complexos nitrosilos de rutênio, geradores de óxido nítrico, na terapia fotodinâmica do câncer de pele: desenvolvimento de formulação e avaliação in vitro em modelo animal

Processo: 04/14588-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Maria Vitória Lopes Badra Bentley
Beneficiário:Marilia Gama Sauaia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil

Resumo

A produção de óxido nítrico (NO) por enzimas específicas presentes em diferentes tipos de células animais possui vital importância tendo como resposta estímulos vasculares, neurais e inflamatórios. Sua natureza radicalar lhe confere grande reatividade e versatilidade, tornando o entendimento de sua bioquímica um desafio. A molécula de NO tende a reagir rapidamente com alguns metais de transição, formando compostos estáveis denominados complexos nitrosilos, os quais podem ser utilizados como fonte geradora de óxido nítrico. A liberação de NO a partir de complexos nitrosilos pode ocorrer por redução química, eletroquímica e fotoquímica. Uma vez que essa molécula também apresenta atividade antitumoral e antiviral, torna-se bastante interessante do ponto de vista clínico o desenvolvimento de compostos que possam produzir NO de forma controlada. Assim sendo, este pós-doutoramento possui o intuito de sintetizar, caracterizar e estudar a permeação cutânea de complexos nitrosilos de rutênio que possuem a peculiaridade de absorver na região do visível e podem ser aplicados como fotossensibilizadores na terapia fotodinâmica (TFD) para tratamento de câncer de pele. Especificamente, pretende-se incorporar o complexo nitrosilo de rutênio em um gel polimérico contendo ou não promotores de absorção e verificar sua penetração/permeação in vitro em pele de modelo animal. Propõe-se estudar o comportamento fotoquímico do sistema, no que se refere à liberação de NO, visando uma futura aplicação em TFD. (AU)