Busca avançada
Ano de início
Entree

Taquifemia familial: aspectos fonoaudiológicos e genéticos

Processo: 06/06605-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Cristiane Moço Canhetti de Oliveira
Beneficiário:Gabriella Isis Pellegrini
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Genética   Taquifemia

Resumo

Objetivo: investigar a prevalência familial e a razão sexual dos distúrbios da fluência entre os familiares de probandos taquifêmicos. Métodos: Participarão desta pesquisa 10 núcleos famílias de parentesco natural de indivíduos taquifêmicos (Grupo Experimental) e 10 núcleos famílias de indivíduos sem queixa fonoaudiológica (Grupo Controle). Os critérios de seleção dos probandos serão: no grupo de taquifêmicos: velocidade de fala aumentada e/ou irregular; diagnóstico de taquifemia realizado por fonoaudiólogo com experiência na área; histórico familial positivo de distúrbios da fluência. No grupo de fluentes/ grupo controle os critérios serão: não deverão apresentar queixa de disfluências (atual e pregressa) por parte dos familiais, professores e/ou próprios indivíduos; apresentarem na situação de avaliação da fluência até 2% de disfluências gagas, ou até 15 rupturas por minuto de fala. Como procedimentos serão utilizadas as histórias clínica e familial, avaliação da fluência da fala para classificação da tipologia das disfluências, freqüência de rupturas e velocidade de fala. Os dados obtidos neste estudo serão analisados quantitativa e qualitativamente nos 2 grupos, grupo de taquifêmicos e comparados com grupo controle (fluentes) por meio de método estatístico.