Busca avançada
Ano de início
Entree

Tubo de ácido poliglicólico e células-tronco derivadas da medula óssea diferenciadas in vitro na regeneração do nervo facial: estudo experimental em ratos

Processo: 08/00584-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Ricardo Ferreira Bento
Beneficiário:Heloísa Juliana Zabeu Rossi Costa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Traumas faciais e ressecções tumorais podem resultar em extensas perdas de tecido do nervo facial, impedindo a reparação por anastomose primária. O enxerto autólogo de nervo foi um grande avanço técnico, mas a busca de melhor resultado funcional levou ao desenvolvimento de conduítes absorvíveis. As células de Schwann são essenciais à regeneração. Hoje, através da cultura in vitro, já é possível a diferenciação de células do estroma da medula óssea em células de Schwann-like. Objetivo: comparar, em ratos, o grau de regeneração do ramo bucal do nervo facial, utilizando avaliação funcional, análise histológica qualitativa e quantitativa, e morfometria, obtido após: a) interposição de enxerto autógeno; b) enxerto autógeno com associação de tubo de ácido poliglicólico (tAPG); c) enxerto autógeno com tAPG mais injeção local de Matrigel acelular; d) enxerto autógeno com tAPG mais injeção local de Matrigel com células-tronco mesenquimais indiferenciadas; e) enxerto autógeno com tAPG mais injeção local de Matrigel com células-tronco mesenquimais diferenciadas em células Schwann-like. Material e método: serão utilizados 30 ratos da raça Wistar, adultos, com peso entre 250g e 300g, machos. Um rato será sacrificado, após anestesia, e sua tíbia e seu fêmur serão dissecados, tendo sua medula óssea retirada e cultivada. As células da medula óssea cultivadas serão diferenciadas, caracterizadas, marcadas e embebidas em Matrigel. Grupos de estudo: os trinta ratos serão anestesiados e seus nervos faciais direitos dissecados no segmento bucal, onde será criado um defeito de 5mm. Os animais serão divididos em 5 grupos de 6, de acordo com o tratamento empregado para correção do defeito. Nos animais do grupo A (grupo-controle), os defeitos serão corrigidos pelo reposicionamento do fragmento de nervo retirado (autoenxerto), mantendo-se a orientação original, suturados com nylon 10-0. No grupo B, envolvendo o autoenxerto será colocado um tubo de ácido poliglicólico (neurotubo), suturado entre os cotos proximal e distal do nervo. No grupo C, entre o autoenxerto e o neurotubo envolvente será infundido Matrigel acelular. No grupo D, células não diferenciadas e marcadas embebidas em Matrigel serão infundidas dentro do tubo de ácido poliglicólico (entre este e o autoenxerto). No grupo E, células diferenciadas em células Schwann-like e marcadas embebidas em Matrigel serão infundidas dentro do tAPG. Em três ratos, o nervo facial, na mesma porção do ramo bucal, será apenas seccionado e analisado (nervo facial normal). Será realizada análise funcional por eletromiografia da musculatura inervada pelos nervos faciais em estudo (comparando-se aos contralaterais) até o sacrifício. Exame da regeneração neural: quatro semanas após a cirurgia, os 6 ratos de cada um dos grupos serão sacrificados. Após análise da diferenciação das células tronco nos grupos D e E, o tecido formado dentro do tubo de ácido poliglicólico (nos grupos B a E) será fixado in situ. A porção do nervo até 0,5 cm proximal e distal ao procedimento de reparação será removida em bloco e preparada para estudo histológico. Será feita análise histológica qualitativa e avaliação quantitativa do número de fibras mielínicas do nervo facial lesado na área do nervo distal à lesão (densidade axonal total), e também análise da maturação das fibras mielínicas. Análise estatística: as variáveis contínuas com homocedasticidade e igualdade de variâncias (avaliadas através do Teste de Levene) serão comparadas utilizando-se o teste t de Student para amostras independentes. As variáveis contínuas que não preencherem esses critérios e as variáveis ordinais serão submetidas ao teste não paramétrico U Mann-Whitney. As variáveis categóricas serão comparadas utilizando-se o teste do qui-quadrado e o teste exato do Fisher. O nível de significância adotado será de 5 % (p < 0,05). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZABEU ROSSI COSTA, HELOISA JULIANA; BENTO, RICARDO FERREIRA; SALOMONE, RAQUEL; AZZI-NOGUEIRA, DEBORAH; ZANATTA, DANIELA B.; COSTA, MARCIO PAULINO; DA SILVA, CIRO FERREIRA; STRAUSS, BRYAN E.; HADDAD, LUCIANA A. Mesenchymal bone marrow stem cells within polyglycolic acid tube observed in vivo after six weeks enhance facial nerve regeneration. Brain Research, v. 1510, p. 10-21, MAY 13 2013. Citações Web of Science: 24.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.