Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da Flexibilidade, Qualidade de Vida e Mobilidade de Idosos

Processo: 07/05282-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Marcelo Tavella Navega
Beneficiário:Taís Pereira Miguel
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Geriatria   Mobilidade   Flexibilidade   Qualidade de vida   Idosos

Resumo

O aumento acentuado do número de idosos nas últimas décadas e o fato de grande número deles permanecer em atividade e produzindo, fizeram com que o interesse pelo estudo do envelhecimento fosse se desenvolvendo progressivamente. O processo de envelhecimento humano vem recentemente sendo estudado por cientistas em todo o mundo, tanto os problemas de saúde característicos da velhice, quanto os vários aspectos relativos à qualidade de vida dessa população. O conjunto de alterações estruturais e funcionais do organismo que se acumulam de forma progressiva, especialmente em função da idade, pode ser compreendido como envelhecimento, que prejudica o desempenho de habilidades motoras, dificultando a adaptação do indivíduo ao meio ambiente e desencadeando modificações de ordem psicológica e social. A senescência geralmente causa declínio da mobilidade, que pode provocar dependência e incapacidade, resultando em uma diminuição da qualidade de vida. A prática regular de atividade física vêem sendo utilizada como recurso terapêutico para população idosa, com objetivo de redução das perdas desencadeadas pelo processo de envelhecimento. Diante disso, este projeto tem como objetivo avaliar e comparar a qualidade de vida, mobilidade e capacidade funcional de idosos praticantes de atividade física ou sedentários. Serão avaliados 80 indivíduos (40 sedentários e 40 praticantes de atividade física) com idade acima de 60 anos, que apresentem condições clínicas para realizar as avaliações propostas. Inicialmente os sujeitos serão submetidos a uma ficha de avaliação e responderão ao questionário de qualidade de vida SF-36. Posteriormente serão realizadas as avaliações da flexibilidade e mobilidade. Os sujeitos que apresentarem comprometimentos físicos e/ou cognitivos que inviabilizem a aplicação das avaliações serão excluídos. Os dados obtidos por meio dos questionários e dos testes aplicados serão analisados utilizando técnicas estatísticas exploratórias (tabelas, gráficos) e inferenciais para comparação dos grupos estudados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)