Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrões e diversidade de tipos funcionais em floresta ombrófila densa dos núcleos Picinguaba e Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar

Processo: 05/59168-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2006
Vigência (Término): 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Carlos Alfredo Joly
Beneficiário:Enio Egon Sosinski Junior
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/12595-7 - Composição florística, estrutura e funcionamento da Floresta Ombrófila Densa dos Núcleos Picinguaba e Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar, estado de São Paulo, Brasil, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Ecologia florestal   Floresta ombrófila densa   Biodiversidade   Vegetação   Serra do Mar (SP)   Análise multivariada

Resumo

Em vegetação florestal, como na encosta nordeste da Serra do Mar no estado de São Paulo, a altitude e o tempo de ocupação da formação florestal produz efeitos sobre a diversidade de espécies. São pouco conhecidos nesses ecossistemas a associação entre esses fatores e a diversidade funcional, bem como desta com a diversidade de espécies. Qual a relação entre padrões de variação da composição de grupos funcionais (GFs) e níveis de altitude em floresta ombrófila densa? Localização: Núcleos Picinguaba e Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar, nordeste do estado de São Paulo, Brasil. Os levantamentos serão realizados em duas etapas (A e B), quando a estrutura da vegetação será avaliada ao longo do gradiente altitudinal. Com dados obtidos no campo, será utilizado um método recursivo de identificação de GFs a partir de agrupamento politético com atributos morfológicos e ecofisiológicos das plantas (características bionômicas), de forma a expressar máxima correlação com variáveis relacionadas à altitude. A variação em altitude provavelmente estará associada à variação em padrões espaciais da composição e estrutura da vegetação descrita por GFs. Resultados: O uso de GFs na descrição da vegetação permitirá identificar padrões de vegetação relacionados à altitude, sendo estes relacionados a tempo geológico de ocupação florestal, O relevo condiciona os fatores abióticos e estes a vegetação associada e sua dinâmica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.