Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo de eficiência do uso da água em Ficus enormis (Mart. ex MIQ.) MIQ. (Moraceae) na fase epifítica e terrestre

Processo: 97/13846-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 1998
Vigência (Término): 31 de dezembro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Carlos Alfredo Joly
Beneficiário:Flavia Regina de Queiroz Batista
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Fotossíntese

Resumo

Ficus enormis é uma hemiepífita de metabolismo C3. Durante a fase epifítica a planta está sujeita a períodos de intenso estresse hídrico intermitentes, especialmente na estação seca, que exigem um amplo controle estomático para evitar a perda excessiva de água. O fechamento dos estômatos para minimizar a perda de água tem a desvantagem de interromper a captação de CO2 pelos estômatos, limitando a fotossíntese e, consequentemente, o crescimento do indivíduo. Posteriormente, quando as raízes atingem o solo, este estresse deve ser de menor intensidade e duração, pois as plantas passam a contar com o solo como reservatório de água. Neste trabalho serão estudadas de forma comparativa a fotossíntese, a condutância estomática e a eficiência no uso de água em indivíduos de Ficus enormis na fase epifítica e indivíduos na fase terrestre, tanto na estação seca como na estação úmida. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.