Busca avançada
Ano de início
Entree

Enzimas antioxidantes e citocromo p450 em rins de ratos tratados com a peconha de bothrops alternatus (urutu cruzeiro).

Processo: 06/61888-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2007
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Stephen Hyslop
Beneficiário:Isabele Nicolau Cadorin
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Rim   Radicais livres

Resumo

O envenenamento por serpentes do gênero Bothrops é caracterizado por efeitos locais (dor, edema, hemorragia e necrose) e sistêmicos (hemorragia sistêmica, insuficiência renal aguda e coagulopatia), sendo a insuficiência renal aguda uma das principais causas de óbito. Apesar da sua importância clínica, os mecanismos envolvidos no dano renal causado por estas peçonhas ainda são pouco conhecidos. Um dos possíveis fatores responsáveis por lesões renais é o estresse oxidativo, onde a formação excessiva de radicais livres pode resultar em danos à membrana celular e a macromoléculas como DNA. Para se proteger contra os efeitos nocivos de radicais livres, o organismo dispõe de enzimas, como a superóxido dismutase e a catalase, além dos antioxidantes, como a glutationa, ácido ascórbico e o alfa-tocoferol (vitamina E). O sistema monooxigenase também tem um papei importante nesta proteção, principalmente através do citocromo P450 microssomal, presente principalmente no fígado e rins. Neste projeto, propomos investigar o estado de ativação de algumas vias protetoras e antioxidantes em tecido renal de ratos injetados com a peçonha de Bothrops alternatus. Para isso, serão quantificados os níveis de citocromo P450, b5 e P450 redutase, e a atividade de enzimas antioxidantes, como catalase, superóxido dismutase, glutationa peroxidase, glutationa redutase e dosagem de glutationas oxidadas e reduzidas, além de uma avaliação de peroxidação lipídica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)