Busca avançada
Ano de início
Entree

Producao e caracterizacao de clones superprodutores dos fatores estimuladores de colonias de granulacitos (g-csf) e de granulocitos e monocitos (gm-csf) humanos recombinantes em celulas de mamifero

Processo: 08/55881-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Ana Claudia Oliveira Carreira Nishiyama
Beneficiário:Fernanda Marques Câmara Sodré
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa (PRO-PESQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Citocinas   Proteínas recombinantes

Resumo

Os fatores estimuladores de colônias (CSFs) são citocinas necessárias para a sobrevivência, proliferação e diferenciação de células progenitoras hematopoiéticas, diferindo com respeito à linhagem celular que estimulam primariamente. O G-CSF e o GM-CSF estimulam a medula óssea a produzir granulócitos e granulócitos/monócitos, respectivamente. Devido a essa função, essas glicoproteínas têm sido utilizadas para tratamentos de diversas deficiências de glóbulos brancos, como, por exemplo: como adjuvante em pacientes portadores de AIDS e/ou câncer, para o aumento do número de células-tronco hematopoiéticas em transplantes, na degeneração cardíaca e no pós-infarto, no tratamento de leishmaniose cutânea, entre outros. Entretanto, no Brasil, os tratamentos com essas citocinas são muito caros, dificultando o acesso dos pacientes a esses biofármacos. Considerando a importância desses biofármacos e visando produzi-los no país e torná-los acessíveis à população brasileira, propõe-se a geração de clones celulares super-produtores de G-CSF e GM-CSF humanos recombinantes em células de ovário de hamster chinês (CHO) e a padronização de ensaios in vitro e in vivo para teste de suas atividades biológicas. Para tanto, os cDNAs correspondentes ao G-CSF e ao GM-CSF serão clonados no vetor bicistrônico plQ-ID, construído no LBCM-NUCEL, para expressão através de transfecção estável de células CHO-DG44. Será utilizada a estratégia de co-amplificação do locus gênico de interesse e do gene dhfr e seleção dos recombinantes com maior número de cópias por célula com metotrexato (MTX). (AU)