Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do transporte de glicose e sua regulação por oxigênio no fungo filamentoso Trichoderma reesei

Processo: 02/05531-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2002
Vigência (Término): 31 de março de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Hamza Fahmi Ali El-Dorry
Beneficiário:Augusto Sávio Peixoto Ramos
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/00042-3 - Análise da rede metabólica produtora de energia em microorganismos eucarióticos, AP.TEM
Auxílio(s) vinculado(s):03/11166-5 - Caracterização do transporte de glicose e sua regulação por oxigênio no fungo filamentoso Trichoderma reesei, AP.PRIM

Resumo

O fungo multicelular Trichoderma reesei se destaca pelo estudo sobre a degradação da celulose, um polímero constituído por resíduos de glicose. Apesar disso, no entanto, não há informações disponíveis sobre o transporte de glicose neste microorganismo. Nosso interesse está na caracterização do transporte de glicose de T. reesei. Dois genes de prováveis transportadores de glicose foram identificados e encontram-se em estudo. Um aspecto fundamental deste trabalho estará relacionado ao controle exercido pelo oxigênio na expressão destes genes. Este estudo se enquadra e complementa a investigação do perfil de expressão gênica global de T. reesei em baixas concentrações de oxigênio (hipoxia), em desenvolvimento em nosso laboratório. A resposta adaptativa de eucariotos à hipoxia é um assunto de grande relevância. O uso de T. reesei no estudo do oxigênio como regulador da expressão gênica é particularmente adequado, por se tratar de um microorganismo cuja obtenção de energia é feita principalmente através da respiração, assim como ocorre em células de mamíferos. O trabalho que pretendemos desenvolver trará informações importantes não apenas sobre o transporte de glicose em T. reesei, mas também sobre os mecanismos de adaptação deste microorganismo, e de células eucarióticas em geral, a baixas concentrações de oxigênio. (AU)