Busca avançada
Ano de início
Entree

Metais pesados em solo irrigado com efluente proveniente de estação de tratamento de esgoto

Processo: 05/52490-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2005
Vigência (Término): 31 de outubro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Célia Regina Montes
Beneficiário:Luiz Fernando Marchesi Serrano
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Solos   Metais pesados   Tratamento de esgotos sanitários   Tratamento biológico de águas residuárias   Lagoas de estabilização   Irrigação agrícola

Resumo

Os sistemas tratamento dos esgotos por processos biológicos, sobretudo o de lagoas de estabilização têm sido amplamente empregado no Brasil. Os efluentes gerados nestes tratamentos, em geral, não apresentam padrões de qualidade para lançamento dos cursos d'água. Uma alternativa para a disposição dos efluentes das estações de tratamentos de esgoto (EETE) tem sido sua colocação no solo, principalmente, via irrigação de plantas cultivadas. A utilização de EETE na irrigação de plantas cultivadas pode ocasionar alterações nas características bioquímicas, físicas, microbiológicas e químicas do solo, bem como no ambiente. Um dos aspectos importantes a ser considerado nos estudos da utilização de EETE na irrigação de plantas cultivadas é o comportamento dos metais pesados no sistema solo-planta. Desta forma, a presente proposta tem como objetivos principais determinar as concentrações totais dos metais pesados (Cd, Cr, Cu, Fe, Mn, Ni, Pb e Zn) no efluente empregado na irrigação do capim-Tifton (Cynodon spp.) e realizar a determinação analítica dos teores totais e biodisponíveis desses metais no solo submetido a diferentes doses fertilizante nitrogenado mineral e irrigado com efluente secundário de estação de tratamento de esgoto (ESETE) por 24 meses. (AU)