Busca avançada
Ano de início
Entree

Citoarquitetura e importancia de adesao e do reconhecimento celular mediados pelas juncoes de oclusao e aderente no mecanismo de maturacao in vivo do processo secretorio de insulina.

Processo: 05/58965-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Carla Beatriz Collares Buzato
Beneficiário:Junia Carolina Rebelo dos Santos Silva
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/13218-0 - Estudo do mecanismo de secreção de insulina em células B pancreáticas durante o período perinatal e na prenhez: participação das vias de sinalização de prolactina e da insulina nas várias etapas do processo secretório e alterações induzidas por desnutrição proteica e distúrbios do metabolismo lipídico, AP.TEM
Assunto(s):Diferenciação celular   Secreção de insulina   Desenvolvimento   Junções intercelulares

Resumo

No pâncreas endócrino, as diferentes células endócrinas que compõem a ilhota de Langerhans se interconectam por meio das junções de oclusão, comunicante, aderente e desmossomos, como demonstrado por microscopia eletrônica. Tais contatos intercelulares parecem ser cruciais para o perfeito funcionamento deste órgão, porém, pouco se sabe sobre a função fisiopatológica e composição das junções intercelulares no pâncreas endócrino ao longo do desenvolvimento do animal. A análise da função pancreática endócrina em animais em diferentes fases do desenvolvimento tem sido empregada como modelo para se estudar o processo de maturação in vivo do mecanismo secretório de insulina. O presente projeto tem como objetivos investigar o aspecto histológico geral e a citoarquitetura (arranjo e proporções celulares) da ilhota bem como examinar a expressão e distribuição celular de proteínas associadas à junção de oclusão (ocludina e ZO-1) e à junção aderente (E-caderina, N-CAM, alfa- e beta-cateninas) no pâncreas endócrino de ratos em diferentes fases do desenvolvimento (fetos, recém-nascidos, jovens e adultos). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: