Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de sintomas visuais de deficiência de macronutrientes em cultivares alface

Processo: 10/07337-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Arthur Bernardes Cecílio Filho
Beneficiário:Maria Letícia Pacheco da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Hidroponia

Resumo

Existem várias técnicas para avaliar o estado nutricional das plantas tais como: diagnose visual, diagnose foliar, testes bioquímicos, técnicas de infiltração, medição indireta da clorofila, bioavaliação e análise de outros órgãos. A diagnose visual consiste em caracterizar, descrever e, ou, fotografar, mais precoce e detalhadamente possível, os sintomas de deficiência na planta problema e compará-los com os sintomas-padrões de deficiência para cada nutriente descrito na literatura. Esta técnica é de custo reduzido e de maior rapidez no diagnóstico podendo ser realizado no campo. Além disso, a diagnose visual pode auxiliar no direcionamento de futuras análises químicas para alguns nutrientes específicos, após a eliminação de outras possibilidades, além de ser ferramenta útil na confirmação de resultados da análise foliar. A possibilidade de produtores e técnicos extensionistas contarem com material ilustrado sobre as anormalidades nutricionais é de grande importância para interpretação dos teores obtidos em laboratório e agilidade na tomada de decisão de forma correta. Porém, são raros estes materiais. Dentro deste contexto, o presente trabalho tem por objetivos: Induzir sintomas de deficiência de macronutrientes na alface, caracterizá-los em suas fases inicial, intermediária e terminal, associando-os aos teores de nutrientes no instante de visualização do sintoma, cujas informações serão conteúdo de um livro técnico. O experimento será conduzido em casa de vegetação, na UNESP, Campus de Jaboticabal, SP, em hidroponia, NFT. As cultivares de alface a serem avaliadas serão: cv. Elisa (grupo lisa), cv. Verônica (grupo crespa), cv. Lucy Brown (grupo americana), cv. Romana (grupo romana) e cv. Veneza Roxa (grupo crespa de coloração roxa). Os tratamentos a serem avaliados: 1 - testemunha que se refere a solução nutritiva (SN) completa; 2 - SN com omissão de N; 3 - SN com omissão de P; 4 - SN com omissão de K; 5 - SN com omissão de Ca; 6 - SN com omissão de Mg; 7 - SN com omissão de S, em delineamento de blocos casualizados, com três repetições. A solução nutritiva completa a ser empregada no experimento será a proposta por Furlani (1998), para hortaliças-folha. O pH de cada solução será mantido entre 5 e 6, e a condutividade elétrica (CE) de cada solução será medida por ocasião de seu preparo. Diariamente, a CE será medida e quando reduzir em 15% de seu valor inicial, adicionar-se-á solução nutritiva estoque de mesma composição para retornar ao valor da CE inicial. Quando não pertinente a adição de solução estoque, o volume de solução nutritiva inicial do vaso será restabelecida com o fornecimento de água. As mudas das hortaliças serão formadas em espuma fenólica 2 x 2 x 2 cm, com uma planta por célula. Características a serem avaliadas a) Número de folhas por planta; b) Altura da planta; c) Matéria seca da parte aérea e de raiz; d) Área foliar: será avaliada por um medidor eletrônico, marca LI-COR, modelo 3100. As características altura, número de folhas, matéria seca da parte aérea e de raiz serão avaliadas: aos 10 dias após o transplante, quando os tratamentos de omissão e excesso do nutriente serão aplicados, na época em que for observado início do sintoma visual de deficiência, na época da colheita do tratamento com solução completa, e) Número de dias para visualização da carência do nutriente; f) Teor de nutrientes: será feita por ocasião do aparecimento do sintoma visual de deficiência; g) caracterização fotográfica.