Busca avançada
Ano de início
Entree

Cerâmicas mesoporosas e híbridos orgânico - inorgânicos multifuncionais preparados pelo processo sol-gel

Processo: 08/03528-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 30 de junho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Celso Valentim Santilli
Beneficiário:Juliana Gonçalves Gomes
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/53073-4 - Cerâmicas mesoporosas e hibridos orgânico-inorgânicos multifuncionais preparados pelo processo sol-gel, AP.TEM
Assunto(s):Materiais cerâmicos   Espumas cerâmicas   Materiais mesoporosos   Materiais híbridos   Processo sol-gel

Resumo

A preparação de materiais mesoestruturados com o auxílio de moldes moles envolve duas diferentes estratégias: explorar as forças de interação tensoativo-óxidos metálicos e o confinamento dos reagentes em uma mesofase. Esta última foi explorada com sucesso por vários pesquisadores, usando mesofases binárias, sistemas compostos apenas por tensoativo e água; entretanto, mesofases mais complexas podem oferecer novas oportunidades de síntese, apesar de apresentarem como desvantagem a menor estabilidade e a dificuldade para a inserção de aditivos e reagentes no seu interior. Além disto, certas fases quaternárias (tensoativo, co-tensoativo, água e solvente apolar) formam cristais líquidos expandidos (CLE) de estrutura hexagonal bidimensional, que podem ser empregados como micro-reatores e na micro-moldagem de materiais cerâmicos. O plano de trabalho visa estabelecer metodologias para a preparação de fibras ou de espumas cerâmicas a partir da combinação do processo sol-gel com líquidos complexos (emulsão ou CLE). Serão preparados cristais líquidos com nanoestrutura lamelar ou hexagonal assim como emulsões, para atuarem como "templates" para a obtenção de fases cerâmicas porosas, variando a sua natureza e quantidade de surfactante, óleo e co-surfactante. A partir do cristal liquido expandido, das emulsões e da solução aquosa de oxicloreto de zircônio modificado por ácido sulfúrico pretende-se preparar fibras macroscópicas e espumas de ZrOCl2.8H2O. A estrutura dos materiais obtidos será estudada a partir de técnicas de espalhamento de raios X a baixo ângulo, difração de raios X, microscopia óptica de luz polarizada e porosimetria. (AU)