Busca avançada
Ano de início
Entree

Lixiviação de k em função da adubação potássica, textura e teor do nutriente no solo

Processo: 06/52855-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Ciro Antonio Rosolem
Beneficiário:Rodrigo Werle
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/09914-3 - Sistemas de produção agrícola em semeadura direta, AP.PRNX.TEM
Assunto(s):Potássio   Semeadura direta   Lixiviação

Resumo

O manejo adequado da adubação potássica, no que diz respeito às quantidades de adubo aplicadas, pode minimizar perdas, o que é importante do ponto de vista econômico e ambiental. Objetiva-se com este trabalho estudar a lixiviação de K em função dos diferentes teores de argila dos solos, e do nível do nutriente trocável promovido pelas diferentes doses de K2O aplicadas durante anos na cultura da soja. O experimento será conduzido em casa de vegetação em colunas de PVC montadas a partir da sobreposição de anéis. O delineamento experimental utilizado será o de blocos ao acaso, com quatro repetições, em esquema fatorial (4 x 2), constituído de solos oriundos de tratamentos de experimento de campo com as doses de K2O: 0, 60, 120, e 180 kg ha-1, de duas áreas com texturas diferentes (21% e 48% de argila). As colunas receberão um total de 1600 mm de água distribuídas durante 16 semanas consecutivas. Em cada aplicação de água o líquido percolado será coletado e analisado para determinar a quantidade de K perdido por lixiviação. As colunas serão desmontadas para coleta de solo nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 em que serão analisadas quanto aos teores de K trocável. Os resultados serão submetidos à análise de variância, teste de médias e regressão. (AU)