Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliações genéticas de bovinos de corte cruzados e estratégias de acasalamento visando à otimização global de diferentes componentes do programa de melhoramento

Processo: 04/13871-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2005
Vigência (Término): 31 de outubro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Sandra Aidar de Queiroz
Beneficiário:Roberto Carvalheiro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Interação gene-ambiente   Otimização global   Programação linear   Bovinos

Resumo

Modelos de avaliação genética de bovinos de corte cruzados serão estudados procurando melhor predizer o mérito genético e genotípico dos animais e definir sistemas de cruzamento mais apropriados para diferentes condições ambientais. Para isso, conjuntos de dados de programas de melhoramento comerciais serão utilizados. Haverá interesse específico em: identificar novas fontes de variação importantes relacionadas a efeitos ambientais e possíveis interações entre eles; estimar efeitos genéticos aditivos e não-aditivos para diferentes raças/tipos biológicos, com interesse particular em avaliar a falta de ajuste do modelo aditivo-dominante que tem sido reportada na literatura; e estudar possíveis interações entre efeitos ambientais e genotípicos. Numa segunda fase de condução do projeto de pesquisa, funções objetivo e algoritmos computacionais serão desenvolvidos para a definição de estratégias de acasalamento que visem a otimização global de diferentes componentes do programa de melhoramento. Além de componentes genéticos, como o valor genético esperado e a taxa de endogamia, outros componentes relevantes aos programas, como o grau de conectabilidade e os custos envolvidos nos acasalamentos, serão considerados nas funções objetivo. Estratégias de acasalamento serão definidas para diferentes condições ambientais, conforme estimativas de interação genótipo-ambiente obtidas na primeira fase do projeto. (AU)