Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da glicação avançada da albumina sobre o acúmulo celular de lípides

Processo: 05/00242-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2005
Vigência (Término): 30 de setembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Marisa Passarelli
Beneficiário:Paula Bravos Philipson
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Colesterol   Diabetes mellitus   Albuminas   Aterosclerose

Resumo

A manutenção do controle glicêmico adequado é fundamental para prevenção de complicações agudas e ao longo prazo no diabete melito, incluindo-se a doença macrovascular aterosclerótica, a qual contribui como a principal causa de morbidade de mortalidade nesta doença. A modificação de lípides e proteínas por glicação é uma das importantes causas de alterações no perfil lipídico do paciente diabético, contribuindo para a aterogênese. A glicação de lipoproteínas favorece o maior aporte de colesterol às células da parede arterial. Recentemente, demonstramos que a modificação celular e de albumina por produtos avançados de glicação diminui o efluxo de colesterol celular, mediado por HDL. Este evento contribui para o prejuízo no transporte reverso de colesterol, sistema pelo qual o colesterol é removido dos tecidos periféricos e transportado ao fígado, para eliminação na bile. O conteúdo intracelular de colesterol especialmente em macrófagos, é determinado pelo balanço entre sua captação, por intermédio do reconhecimento de LDL modificadas pelos receptores scavenger, e sua remoção pelas HDL. O efluxo de colesterol é regulado pelo conteúdo intracelular de colesterol, a presença de receptores de HDL na superfície celular e pelas características intrínsecas da partícula de HDL. Neste estudo, pretendemos investigar o papel da albumina modificada por glicação avançada (albumina-AGE) sobre o acúmulo de colesterol celular, determinado pela captação de LDL modificada, incorporação de ácido oléico radioativo em lípides intracelulares e o transporte de lípides ao longo do complexo de Golgi que, em última instância, condiciona sua remoção pelas HDL na periferia celular. Também será avaliado o papel de drogas inibidoras de glicação avançada (aminoguanidina, metformina), cuja utilização é promissora na prevenção de distúrbios do transporte reverso de colesterol no diabete melito.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.