Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da otimização terapêutica da insuficiência cardíaca no remodelamento reverso da função ventricular: qualidade de vida correlacionada a alterações morfológicas, elétricas e funcionais

Processo: 09/09244-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Edimar Alcides Bocchi
Beneficiário:Marcos Blini Pereira
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ecocardiografia   Remodelação ventricular   Terapêutica   Cardiologia   Qualidade de vida   Insuficiência cardíaca

Resumo

O tratamento atual da insuficiência cardíaca (IC) modificou de forma importante o prognóstico de pacientes acometidos por essa síndrome, diminuindo mortalidade efetivamente. Esse efeito é obtido em grande parte devido ao remodelanto cardíaco reverso que ocorre em vigência de tratamento otimizado, principalmente devido aos uso de beta-bloqueadores.No entanto, apesar da grande importância do remodelamento reverso na efetividade do tratamento da IC, os métodos utilizados para análise de parâmetros a ele relacionados mostram-se deficientes em determinados aspectos morfológicos, elétricos e funcionais. Essa deficiência é principalmente observada na análise ecocardiográfica das câmaras cardíacas do paciente com IC, que é muito utilizada como parâmetro da evolução do paciente e apresenta fortes limitações com o uso da ecocardiografia bidimensional.Frente a esses aspectos, o presente estudo busca analisar o remodelamento cardíaco reverso através de métodos avançados (ecocardiografia tridimensional, micro-alternância da onda T, ergoespirometria, dosagem de BNP e catecolaminas plasmáticas), antes da introdução do tratamento otimizado e 6 meses após o uso deste. Além disso com o intuito de elucidar melhor o impacto que o tratamento pode trazer à qualidade de vida desses pacientes, um questionário (Minnesota Living with Heart Failure Questionnaire) será aplicado no início do estudo e após 6 meses de tratamento, possibilitando observar se alguma das variáveis estudadas correlaciona-se com a qualidade de vida de nossos pacientes.Metodologia: Serão selecionados 25 pacientes do ambulatório da Unidade de Insuficiência Cardíaca e Transplante do INCOR-HCFMUSP com diagnóstico de IC classe funcional II-IV com fração de ejeção < 45% e que ainda não iniciaram o uso de beta-bloqueadores. Os pacientes selecionados para participar do estudo serão submetidos a dois momentos de análises através do ECO-3D, MAOT, ergoespirometria, dosagem de BNP,catecolaminas plasmáticas e "Minnesota Living with Heart Failure Questionnaire". O primeiro momento será realizado na inclusão do paciente no estudo. O segundo momento será realizado seis meses após o primeiro, com o paciente otimizado do tratamento de IC, em uso contínuo das doses máximas toleradas de beta-bloqueador e inibidor da enzima de conversão da angiotensina ou bloqueador do receptor da angiotensina com o intuito de observar as alterações induzidas pelo tratamento farmacológico empregado nesses pacientes, correlacionando-as com a qualidade de vida destes pacientes.