Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência social sobre a aprendizagem do uso de ferramentas em um grupo de macacos-prego ingênuos para a quebra do coco

Processo: 09/15305-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Comparativa
Pesquisador responsável:Briseida Dôgo de Resende
Beneficiário:Maria Cristina Mendonça Vieira
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/57618-5 - Influência social na resolução de problemas: um estudo a partir da perspectiva da percepção e ação, AP.JP
Assunto(s):Comportamento de utilização de ferramentas   Aprendizagem   Comportamento animal   Primatas

Resumo

Na literatura sobre primatas não-humanos, tem sido grande o debate sobre a transmissão social de informações e o papel da aprendizagem socialmente enviesada para a difusão de tradições. Apesar de haver trabalhos sobre o surgimento e difusão de comportamentos sociais, é muito difícil observar o surgimento de comportamentos inovadores envolvendo o uso de ferramentas. O presente projeto tem como proposta contribuir para o preenchimento desta lacuna. Trabalharemos com um grupo de macacos-prego ingênuos para a quebra de cocos, que habitam uma ilha do Parque Ecológico do Tietê. O grupo já está habituado aos pesquisadores, seus membros já foram reconhecidos, e as relações de proximidade entre os sujeitos foram definidas numa etapa anterior. Nesta etapa, cocos e pedras (com tamanho e peso adequados para a quebra de cocos, e de mesmo tamanho, porém cerca de 10 vezes mais leves) serão levados até a ilha um dia por semana por 30 semanas e as interações dos macacos com estes objetos serão filmadas. Verificaremos as freqüências de manipulação dos objetos e as características de sexo, idade e posição hierárquica dos manipuladores. Havendo a emergência da quebra de cocos neste grupo, analisaremos as características apresentadas pelos sujeitos responsáveis pela "inovação", e a possível difusão do comportamento, levando em conta a aprendizagem socialmente enviesada, seja por observação direta de coespecíficos que conseguiram ter sucesso na quebra de cocos, seja por dicas deixadas no ambiente (como cocos posicionados para a quebra, ou restos de endosperma no sítio).