Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e caracterização funcional de proteínas associadas ao antígeno tumoral CTSP-1

Processo: 07/55048-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Anamaria Aranha Camargo
Beneficiário:Cibele Masotti
Instituição-sede: Laboratório de Biologia Molecular e Genômica. Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer (ILPC). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Antígenos de neoplasias   Neoplasias   Proteínas

Resumo

A imunoterapia é considerada uma promessa de tratamento eficaz e específico para o câncer; por isso, tem sido amplamente explorada na clínica médica e na indústria farmacêutica. Dessa maneira, a caracterização de novos antígenos tumorais que possam ser utilizados como alvos da imunoterapia do câncer são de grande interesse. Os antígenos tumorais câncer/testis (CT) são hoje os principais alvos da imunoterapia, pois apresentam padrão de expressão bastante restrito em tecidos normais, sendo expressos exclusivamente nas células germinativas e nas células trofoblásticas. Quando expressos em tumor são altamente imunogênicos e desencadeiam tanto resposta humoral como celular. Trabalhos recentes têm demonstrado que a expressão desses antígenos pode ter um papel fundamental na tumorigênese humana; no entanto, pouco se sabe a respeito das funções biológicas dessas moléculas. Um novo antígeno CT foi recentemente caracterizado em nosso laboratório, o CTSP-1 (Parmigiani et al.; Proc Natl Acad Sci USA. 2006 Nov 28;103(48):18066-71). Dado que consideramos a caracterização funcional desses antígenos como prioridade no desenvolvimento de estratégias imunoterapêuticas, o presente projeto tem como objetivo investigar as funções do antígeno CTSP-1 e a sua participação na tumorigênese. Para tanto, propomos dar continuidade à caracterização funcional do antígeno CTSP-1, iniciando pela validação dos resultados do ensaio de duplo-híbrido realizado recentemente em nosso laboratório e avaliar o impacto da interação de CTSP-1 na função das proteínas identificadas nesse ensaio. Além disso, pretendemos investigar o papel da super-expressão de CTSP-1 em linhagens celulares tumorais através de ensaios in vitro e in vivo que permitam avaliar a capacidade proliferativa e migratória dessas células assim como a sua sensibilidade a apoptose. (AU)