Busca avançada
Ano de início
Entree

Biologia populacional do caranguejo "Sesarma rectum handall, 1840" (Crustacea, Decapoda, Grapsidae) no manguezal de Itamambuca do Litoral Norte de São Paulo

Processo: 01/07159-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2001
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2002
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Maria Lucia Negreiros Fransozo
Beneficiário:Stella Maris Januario da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Reprodução   Características da população   Maturidade sexual   Brachyura   Grapsidae

Resumo

Este trabalho visa estudar alguns aspectos da biologia de uma população de Sesarma rectum, tais como a estrutura populacional, crescimento relativo, maturidade sexual e fecundidade, em função das características do hábitat. Os animais utilizados foram coletados no manguezal de Itamambuca, no município de Ubatuba (SP) no período de julho de 1999 a junho de 2000 e encontram-se acondicionados na coleção de crustáceos do Depto. de Zoologia IBB (Unesp). Para a análise do crescimento relativo, os animais serão mensurados e agrupados em classes de tamanho com amplitude de 2mm. As estruturas: comprimento da carapaça (CC), largura da carapaça (LC), altura do própodo quelar (APQ), comprimento do própodo quelar (CPQ), largura do abdômen (LA) e comprimento do gonopódio (CG), serão utilizadas nas análises morfométricas. O estudo do crescimento relativo será utilizado para indicar a maturidade sexual morfológica da espécie. A estrutura da população será determinada pelo tamanho dos caranguejos/proporção sexual e recrutamento. Para o estudo da fecundidade serão utilizadas massas de ovos em estágio inicial de desenvolvimento, os quais serão separados dos pleópodos utilizando-se uma solução de Hipoclorito de Sódio, e serão subamostrados com o auxílio de um Separador de Motoda. Tendo em vista o hábito alimentar detritívoro-herbívoro e o comportamento de escavar tocas, esta espécie é um modificador do ambiente e importante reciclador de nutrientes no ecossistema. (AU)