Busca avançada
Ano de início
Entree

Reacao inflamatoria induzida pelo veneno de polybia paulista.

Processo: 99/00996-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 1999
Vigência (Término): 31 de março de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Lúcia Helena Faccioli
Beneficiário:Lúcia de Paula
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:95/09691-6 - Mecanismos envolvidos no recrutamento de eosinófilos e sua participação no desenvolvimento da hiper-reatividade brônquica, AP.JP
Assunto(s):Movimento celular   Mastócitos   Eosinófilos   Polybia paulista   Edema

Resumo

Os venenos de alguns insetos da ordem Hymanoptera são fluidos biológicos complexos que contém várias enzimas e componentes ativos. Os constituintes do veneno da família, Vespidae são histamipa, cininas vasoativas, serotonina, fosfolipase A1, hialuronidase, antígeno 5 (neurotoxina) e mastoparanos. Após a picada (testes insetos, alguns componentes, atuam como alérgenos e induzem degranulação de mastócitos. Em decorrência da picada há formação de edema, eritema e pápula no local, sendo que alguns indivíduos alérgicos podem apresentar sintomas de hipersensibilidade imediata. Embora se saiba que venenos de vespas induzem reação inflamatória local, nada existe descrito sobre os mecanismos de migração celular, formação de edema e mediadores envolvidos. No presente projeto temos como objetivo, estudar a reação inflamatória em ratos induzida pelo veneno de Polybia paulista, uma vespa típica do estado de São Paulo. (AU)