Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de interação telomerase, miofibroblastos, citocina pró-fibrótica IL-4 e fatores de crescimento (TGF-b e bFGF) no remodelamento da pneumonia intersticial usual em pacientes com..

Processo: 08/56419-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Vera Luiza Capelozzi
Beneficiário:Daniel Reis Waisberg
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Telomerase   Prognóstico   Apoptose

Resumo

A fibrose pulmonar idiopática (FIP) / pneumonia intersticial usual (UIP) é uma entidade pouco conhecida e de difícil diagnóstico e que, por sua morbidade, ocupa um lugar de destaque entre as doenças pulmonares idiopáticas. Apesar de apresentar características semelhantes a outras doenças do tecido conectivo, ela tem aspectos particulares que a fazem ser estudada separadamente das outras doenças fibrosantes pulmonares. Por outro lado, a gravidade da doença, que envolve uma evolução clínica comumente insatisfatória, tem levado os vários pesquisadores a desenvolverem modelos de fibrose pulmonar para entender melhor a patogênese da doença. Vários modelos experimentais foram criados tentando reproduzir aspectos histológicos semelhantes à FIP, mas nenhum deles até o momento logrou reproduzir as características histológicas observadas nestes pacientes. Nos últimos anos, com a observação de numerosos casos de FPI/UIP em nossa rotina diagnóstica e nas séries de trabalhos que já publicamos, um fato importante tem chamado nossa atenção: a injúria e apoptose das células epiteliais alveolares freqüentemente observadas nesses casos, o que também já foi apontado por outros pesquisadores. Com o descobrimento da telomerase, uma das principais enzimas responsáveis pelo controle do número de divisões celulares realizáveis por uma célula, surgiram várias evidências que apontavam o papel da telomerase nas fibroses pulmonares, sobretudo no prolongamento do tempo de vida e de divisões dos fibroblastos e na diferenciação destes em miofibroblastos. Entretanto, a maioria de tais estudos foi conduzida em modelos de bleomicina, que não reproduzem adequadamente as características histológicas encontradas na UIP. Desse modo, a análise da presença de miofibroblastos e da expressão da telomerase e de seus fatores reguladores mostra-se bastante pertinente. (AU)