Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de tratamentos superficiais em ligas comerciais de titânio para aplicações ortopédicas

Processo: 09/10238-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Claudemiro Bolfarini
Beneficiário:Laís Tereza Duarte
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais   Próteses ortopédicas

Resumo

As ligas Ti-6Al-4V e Ti-6Al-7Nb apresentam alta resistência à corrosão em meio fisiológico e, conseqüentemente, são muito utilizadas na confecção de próteses ortopédicas. Quando estas são usadas em implantes cirúrgicos, um aspecto importante a considerar é a sua osteointegração, a qual sabe-se ser facilitada se a superfície da prótese for pré-tratada de modo a ser recoberta por um fosfato de cálcio "bioativo" como a hidroxiapatita. Esta pode ser obtida por diversos métodos, entre os quais destacam-se o eletroquímico e o biomimético. Essas ligas, por serem compostas por metais válvula, têm sua superfície recoberta por um filme de óxido naturalmente formado ao ar, o qual pode ser espessado térmica ou eletroquimicamente. A aderência de filmes de hidroxiapatita sobre a liga depende, entre outros fatores, da natureza e porosidade deste óxido que a recobre. Por isso é interessante unir estudos de crescimento destes óxidos com os de deposição de hidroxiapatita sobre eles. Por outro lado, os tratamentos para a obtenção destes recobrimentos superficiais de óxido-hidroxiapatita podem alterar o comportamento em fadiga da liga, afetando o desempenho da prótese ortopédica. Assim, este projeto de pós-doutorado tem o objetivo de investigar o efeito de dois tipos de tratamento superficial (oxidação anódica e de recobrimento de fosfatos de cálcio por processo eletroquímico) de próteses ortopédicas das ligas Ti-6Al-4V e Ti-6Al-7Nb sobre o seu comportamento em fadiga. Este comportamento em fadiga será avaliado através de um ensaio normalizado, tipo passa/não passa, aprovado pela ANVISA e praticado na REMATO: Rede Multicêntrica de Avaliação de Implantes Ortopédicos, da qual o DEMa faz parte, para registro de produtos a serem comercializados no Brasil. A partir dos resultados obtidos, espera-se obter informações básicas com possível aplicação tecnológica, a respeito do comportamento em fadiga das ligas Ti-6Al-4V e Ti-6Al-7Nb submetidas aos dois tipos de processo de modificação superficial.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DUARTE, LAIS T.; BOLFARINI, CLAUDEMIRO; BIAGGIO, SONIA R.; ROCHA-FILHO, ROMEU C.; NASCENTE, PEDRO A. P. Growth of aluminum-free porous oxide layers on titanium and its alloys Ti-6Al-4V and Ti-6Al-7Nb by micro-arc oxidation. Materials Science & Engineering C-Materials for Biological Applications, v. 41, p. 343-348, AUG 1 2014. Citações Web of Science: 25.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.