Busca avançada
Ano de início
Entree

Integração de reatores anaeróbios em escala piloto em sistemas descentralizados de tratamento e pós-tratamento de esgoto sanitário visando reuso

Processo: 10/00126-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Marcelo Loureiro Garcia
Beneficiário:Júlia Inforzato Guermandi
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Balanço de energia   Esgotos sanitários   Tratamento biológico anaeróbio   Tratamento anaeróbio   Reatores anaeróbios

Resumo

O presente trabalho apresenta como proposta uma análise energética de reatores anaeróbios aplicados ao tratamento de esgotos, baseando-se em balanços de energia entre produção de metano e consumo de energia de operação. Esse balanço apontará uma viabilidade ou não na utilização do biogás como fonte de energia para o funcionamento do próprio reator. Além disso, busca-se uma adequação do efluente do reator com as normas ambientais vigentes. Através das etapas de hidrólise, acidogênese, acetogênese e, principalmente, metanogênese, o tratamento anaeróbio poderá comprovar uma vantagem econômica da aplicação desse processo para tratamento de esgostos. Em comparação com os processos convencionais aeróbios para tratamento, algumas vantagens são apresentadas, como a redução na área de instalação do reator, na produção de lodo, nos custos, e nas cargas volumétricas orgânicas. Através de um levantamento bibliográfico e de análises laboratoriais propostas no trabalho, pretende-se obter um maior conhecimento no processo de utilização do biogás em esgotos residuários como fonte de energia, averiguando também se a aplicação do mesmo é economicamente vantajosa.