Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito de agentes alternativos, que se mostrarem efetivos no controle da podridão, sobre os atributos físico-químicos e fisiológicos de goiabas

Processo: 08/50230-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de março de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Jose Maria Monteiro Sigrist
Beneficiário:Cintia Maretto
Instituição-sede: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Antracnose   Conservação de alimentos   Respiração vegetal   Etilenos   Goiaba   Psidium

Resumo

Um dos grandes problemas enfrentados na cultura da goiaba é a incidência de podridões, destacando-se a antracnose. Atualmente, não existem fungicidas registrados para o uso em pós-colheita e é crescente a procura dos consumidores por produtos livres de resíduos. O Projeto 'Estudo de métodos alternativos, potenciais indutores de resistência, para o controle pós-colheita da antracnose (colletotrichum sp.) em goiabas' - Fapesp nº 07/03830-3 - tem como objetivos avaliar os efeitos de agentes alternativos (CO2, tratamento térmico, UV-C, ácido acético, etanol, óleos essenciais de capim-limão e pimenta, quitosana) no controle da antracnose em goiabas. Para tanto, os frutos serão primeiramente inoculados com uma suspensão de conídios de Colletotrichum sp. e, em seguida, submetidos aos agentes aplicados de diferentes maneiras e concentrações. Os frutos serão avaliados quanto à incidência/severidade da podridão e redução da carga microbiana. Para os agentes alternativos que se mostrarem mais efetivos no controle da podridão, os frutos também serão avaliados quanto aos atributos físico-químicos (cor de casca e de polpa, firmeza, sólidos solúveis, pH, acidez total e vitamina C), e fisiológicos (taxa de respiração e produção de etileno). Também, os agentes alternativos que apresentarem resultados positivos no controle da antracnose em goiabas serão combinados entre si, visando obter um melhor nível de controle. Essas avaliações (físico-químicas e fisiológicas) serão as atividades a serem desenvolvidas pela candidata à Bolsa de Iniciação Científica, ora pleiteada. O delineamento experimental utilizado será o inteiramente casualizado e a média dos resultados submetida à análise de variância e comparada pelo teste de Tukey, sendo a discussão dos resultados efetuada a 5% de significância. (AU)