Busca avançada
Ano de início
Entree

Fontes de fibra em dietas completas para bovinos de corte em confinamento

Processo: 08/53923-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Ricardo Andrade Reis
Beneficiário:Maria Ligia Pacheco da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinos de corte   Confinamento   Rendimento de carcaça

Resumo

As dietas oferecidas para bovinos de corte terminados em confinamento, vem se modificando ao longo do tempo, visando uma melhoria na qualidade do produto. Além disto o uso de concentrado vem aumentando cada vez mais nas dietas, buscando assim um maior rendimento da carcaça e uma maior produtividade animal. Juntamente com este fato, o ato de confinar aumenta do giro de capital, diminuindo assim o tempo do retorno dos investimentos, antecipando a receita, por meio da venda do bovino no período de maior valorização da arroba, obtendo uma produção mais econômica, num período curto, produzindo carcaças de melhores qualidades nas condições de um país tropical Portanto o objetivo do presente trabalho, será a avaliação de dietas completas contendo alta proporção de grãos, na proporção de 20% de volumoso e 80% de concentrado e diferentes fontes de fibra sobre os parâmetros ruminais, consumo, ganho de peso e características da carcaça de novilhas nelore mantidas em confinamento. Os tratamentos terão com fonte de fibra o bagaço de cana-de-açúcar, casca de soja e feno. Os ingredientes para formulação da dieta completa será fornecido pela Bellman Nutrição Animal, e serão fornecidas duas vezes ao dia aos animais, baseando-se em um consumo de matéria seca de 2,7% do peso vivo, permitindo sobras de 10%. A avaliação dos parâmetros ruminais determinarão o pH, a concentração de N-NH3 e dos ácidos graxos de cadeia curta. Após o abate será avaliado o peso da carcaça quente e posteriormente da mesma resfriada, o pH da carcaça após o período de resfriamento, as medidas de área de olho de lombo (AOL) e espessura de gordura subcutânea (EG) e com base nesses dados serão calculado o rendimento de carcaça. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.