Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de isolados de Arcobacter spp. provenientes de suínos através do polimorfismo de comprimento de fragmentos amplificados (AFLP)

Processo: 10/13650-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 31 de outubro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Andrea Micke Moreno
Beneficiário:Maria Garcia Spindola
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Zoonoses   Suínos   Análise do polimorfismo de comprimento de fragmentos amplificados   Biologia molecular

Resumo

O gênero Arcobacter, pertence à família Campylobacteriaceae, sendo composto atualmente por sete espécies: A. butzleri, A. cryaerophilus, A. nitrofigilis, A. skirrowii e, mais recentemente, A. cibarius. A. halophilus e A. sulfidicus. As espécies A. butzleri, A. cryaerophilus e A. skirrowii estão relacionadas com doenças em seres humanos e em animais de produção, e são as mais estudadas do gênero. A presença do agente em produtos de origem animal tem sido relatada principalmente em aves, no entanto, o presente grupo de pesquisa isolou uma alta freqüência do agente em carcaças de suínos no Brasil. O presente estudo tem por objetivos caracterizar isolados de Arcobacter spp. provenientes de suínos abatidos em frigoríficos do Estado de São Paulo, através da reação em cadeia pela polimerase (PCR) e do polimorfismo do comprimento de fragmentos amplificados (AFLP). Os dados aqui obtidos complementarão um projeto de doutorado e possibilitarão a obtenção de importantes informações sobre o papel do suíno como fonte de infecção de bactérias deste gênero para os seres humanos.