Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de mitigadoes em solo contaminado com metais pesados e acúmulo de metais na cana-de-açúcar

Processo: 07/04169-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2007
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Raffaella Rossetto
Beneficiário:Guilherme Faganello Dressano
Instituição-sede: Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cana-de-açúcar   Poluição do solo   Metais

Resumo

Na região próxima a Piracicaba uma área cultivada historicamente com cana-de-açúcar foi acidentalmente contaminada com metais pesados. Por desconhecimento, o proprietário aplicou resíduos de sucata e uma mistura de areia com resíduos de metais, acreditando que estaria melhorando a fertilidade do solo. A área foi interditada para cultivo, mas foi liberada pela Cetesb para pesquisa científica. Neste sub-projeto vinculado ao projeto aprovado pela FAPESP de n. 200660987-0, pretende-se avaliar o acúmulo de metais na cana-de-açúcar cultivada no local, bem como verificar se a adiçao de fontes mitigadoras pode diminuir a disponibilidade dos metais. As fontes mitigadoras envolvidas no estudo serão: torta de filtro, turfa, vermiculita, fosfato e silicato.Outra possibilidade, mundialmente considerada como ambientalmente correta para a remediação de um solo contaminado, seria a utilização de plantas fitoacumuladoras, que tem habilidade especial de acumular metais em sua biomassa. Por desconhecimento de uma planta indicada como fitoacumuladora, a literatura recomenda o uso de uma planta com alta produção de biomassa, a exemplo da cana-de-açúcar. Além disto, a cana-de-açúcar é a cultura mais plantada na região onde este estudo será realizado, e assim, constitui-se na vocação agrícola regional. Há poucos resultados sobre os sintomas e o acúmulo de metais na cana-de-açúcar, e principalmente em que órgãos da planta eles se concentram. Por ser uma cultura plantada em mais de 5 milhões de hectares no Brasil, por ocupar extensas áreas próximas a grandes centros industriais, por não ser consumida in natura; e pelo processamento industrial da matéria prima, cujas reações eliminam do produto final, açúcar e álcool, praticamente todos os contaminantes, acreditamos que a cana-de-açúcar apresenta grandes vantagens para estudos ambientais de modo geral, e em particular, estudos de remediação de metais.